quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

UM PAÍS SEM VERGONHA NA CARA

TRINTA E TRÊS CÊNTIMOS POR DIA

O salário de miséria que os Portugueses têm como mínimo vai subir em 2011. Grande vitória dos trabalhadores Portugueses e de quem os representa e lidera.
Todos tinham acordado em que passaria a ser de quinhentos euros, havendo assim uma subida de vinte e cinco euros por mês para cada trabalhador nessas condições. Só no Norte do País, trinta e oito por cento dos trabalhadores estão nessa situação.
Mas atenção, estamos em crise. Crise de valores, de empregos, de lucros e de mais uma dúzia de coisas, e por causa disso, o (des)governo e os sindicatos da cor dele com o senhor João Proença à frente, aceitaram uma subida faseada desse aumento. Assim, e para não prejudicar os lucros das empresas que pagam pelo mínimo, os aumentos para esses trabalhadores será de trinta e três cêntimos por dia (dez euros por mês), até mais ver, comprometendo-se a senhora ministra  Helena André a fazer o resto do aumento, a fabulosa fortuna de mais quinze euros, em duas tranches até ao fim do ano, Outubro na melhor das hipóteses. Depois, quando chegar o fim de 2011 e se falar de aumentos para 2012, não irá ser possível por causa dos aumentos terem sido excessivos.
Uma cambada de estupores sem-vergonha, é o que é!

Sem comentários: