quarta-feira, 30 de março de 2011

UM MILHÃO DE VISITANTES EM DOIS ANOS DE AVENTAR

.

Também por cá (lá, no Aventar) ando quase há dois anos. Faz no mês que vem.
Durante esse tempo fui escrevendo no Aventar a par com o que ia escrevendo por aqui.
É uma familia boa, a que por lá temos.
Aos poucos fomos crescendo e hoje, faz exactamente dois anos de vida, atingimos o milhão de visitantes.
Parabéns, Aventadores.

.

sexta-feira, 25 de março de 2011

ELEIÇÕES ANTECIPADAS



.
NÃO ME INTERESSAM PARA NADA
.
Esta coisa da demissão do senhor nosso Primeiro-ministro, provocada pelo próprio com as atitudes desonestas que são do domínio público, acrescidas das razões indecorosas e de cobiça que assistiram à oposição para tomarem as atitudes que o senhor nosso Primeiro esperava, e ainda, os ditos dos responsáveis máximos da dita oposição após o desfecho anunciado, fizeram-me pensar ainda mais que de costume.
Pelo que se entende da situação, iremos ter eleições antecipadas, o que, pensando bem, é coisa na qual não estou minimamente interessado. Nesta já pré-campanha eleitoral vejo o que a mesma virá a ser, e desde já me desinteresso dela. A campanha eleitoral que se aproxima não vai esclarecer ninguém, sendo que unicamente irá servir de pasto para alimentar troca de acusações e insultos pessoalizados. É certo que irei votar quando chegar a altura devida, mas, pelo andar da carruagem, dificilmente terei oportunidade de escolher em quem.
No que respeita aos partidos com assento no lado central e no lado direito do Parlamento, as suas direcções, a do PS, a do CDS e a do PSD, à qual se podem juntar os que à volta dela gravitam, são compostas por uma cambada de idiotas servis e manipuladores que ambicionam o poder que lhes dará, a uns, o acesso a não perderem os tachos já conquistados, a outros, o acesso ao 'direito' aos mesmos.
No que respeita aos que habitam o lado esquerdo do mesmo Parlamento, as suas direcções, a do PCP e a do BE, acrescidos da parte Verde dos comunistas e também dos que à volta deles se colocam, não passam de um punhado de desqualificados cinzentões que anseiam pelas migalhas miseráveis de um lugar nos poucos assentos destinados aos seus grupos parlamentares, sendo esta uma das maiores razões para não aceitarem a redução do número de deputados da Assembleia.
De todos estes, embora todos reclamem para si uma ideologia, só o CDS e o PCP a detêm, sendo que desse ponto de vista, nenhum dos outros existe.
Nestes anos pós-revolução, construímos uma falsa democracia. Os mandantes não a praticam, os menos mandantes também não e os outros quase se limitam a dizer 'yess sir'. O povo não manda, ou porque não quer (está cada vez mais desinteressado e preguiçoso), ou porque o não deixam. Em muitos dos aspectos da vida corrente, vivemos numa ditadura mais assanhada do que aquela em que anteriormente vivíamos, apesar dos rótulos de liberdade que temos em cima de nós. O Estado é o primeiro a derrubar as linhas pelas quais um Estado de direito se deveria reger, e o povo, desinteressado e preguiçoso, já o disse, quer (ou já não pode deixar de querer) que a sua soberania continue a ser praticada indirectamente pelos seus representantes, eleitos sem a existência de circulos uninominais, mantendo assim o 'status quo', o que satisfaz plenamente os que estão na esfera do poder. 
O ideal seria podermos mudar este estado das coisas. Mudar o tipo de democracia que temos, mudar o Estado que temos, mudar o tipo de governação que temos, e essencialmente e acima de tudo, mudar a mentalidade que temos.
E não é com este espectro político que vamos a caminho dessa mudança, razão pela qual me irá ser muito difícil escolher em quem votar, quando chegar a altura para o fazer.



quinta-feira, 24 de março de 2011

quarta-feira, 23 de março de 2011

FOI-SE!



.
SÓCRATES DEMITUI-SE
.
                                                                                                                   E A CULPA É DOS OUTROS!
 




Os malandros da oposição não conseguiram ver as qualidades do nosso Ex-Primeiro Ministro, que entende que Portugal perdeu, nem perceberam que hoje se acrescentaram dificuldades às dificuldades do nosso País, e por essa razão, se demitiu
Perdemos assim um óptimo gestor, e se Deus nos der vida e saúde, não o voltaremos a ter, mesmo que ele entenda ir a eleições à frente do PS, como parece ser o caso. É que o homem não desiste do poder, apesar de criticar os outros por terem esse mesmo desejo.
Retiraram-lhe a possibilidade de acabar com o País, e o senhor ficou triste. 
Mas quem muda, Deus ajuda, e desta forma Portugal seguirá em frente melhor que antes.

terça-feira, 22 de março de 2011

ARTUR AGOSTINHO



.
MORREU! PAZ À SUA ALMA.
.
Tinha noventa anos completados a 25 de Dezembro, e estava internado há uma semana.
Marcou várias gerações de Portugueses, este que foi um dos melhores comunicadores do nosso País.
Jornalista desportivo, locutor, actor, apresentador de televisão, homem de grande integridade, é uma perda irreparável, a sua morte. 
Com o seu desaparecimento, perde-se grande parte da história da rádio e da televisão.

Obrigado, Artur Agostinho, paz à sua alma.


domingo, 20 de março de 2011

NINGUÉM SEGURA ESTE PORTO (OS GOLOS)


.
FC PORTO 3 - A ACADÉMICA C 1
.


Dificilmente o FC PORTO não se sagrará campeão na Luz.
Ninguém os segura. Jogam como querem e bem. Mesmo as falhas, que as há, são facilmente colmatadas.
A Académica fez uma primeira parte brilhante, mas colapsou na segunda face ao muito melhor jogo do Porto.

OS GOLOS:








 


.

sábado, 19 de março de 2011

Ó SPORTING, OLHA O PAÇOS E O BRAGA ... CUIDADO!



.
E O SPORTING NÃO MARCA DE BOLA CORRIDA
.
POSTIGA, o melhor do Sporting, remata e remata e remata e o golo não quer nada com ele. É um perfeito desespero o que demonstra o número vinte e três.
O Sporting já perdeu 19 pontos em Alvalade, em doze jogos, uma tristeza para os sportinguistas, e há quase seis jogos que não marca um golo de bola corrida. Não joga mal, cria oportunidades mas não marca, embora também os não tenha sofrido. A primeira parte teve um jogo muito apático, de parte a parte, mas melhorou muito na segunda. Este é já o oitavo empate neste campeonato, o segundo consecutivo.
José Couceiro também não faz melhor que os seus antecessores.
Paços de Ferreira e Braga ameaçam o terceiro lugar, podendo chegar-se perigosamente aos Leões.


.

quinta-feira, 17 de março de 2011

EM GRANDE (OS GOLOS DA LIGA EUROPA)


.
FCPORTO, SPBRAGA, SLBENFICA
.
ENORMES, NA EUROPA.
Três equipas Portuguesas nos quartos de final da Liga Europa. A primeira vez que acontece.
Estou orgulhoso!
O sorteio para os quartos de final ditou que nenhuma equipa Portuguesa encontre outra. 
Assim, o Braga vai jogar com o Dínamo de Kiev, o Porto com o Spartak de Moscovo e o Benfica com o PSV.
Desenha-se uma meia final entre Portugueses, Braga e Benfica, se tudo lhes correr de feição..

OS GOLOS







em actualização

quarta-feira, 16 de março de 2011

AGORA É QUE VAI SER!


.
TUDO VAI MUDAR PARA MELHOR, ALELUIA
.
O PEC 4 não vai passar.
Está iminente a queda do governo.
O senhor José vai-se embora.
O senhor Presidente da República vai ficar com uma batata quente nas mãos, e nós bem sabemos o quanto ele detesta queimar-se, ou mesmo chamuscar-se, por pouco que seja. De qualquer das formas, vamos ficar, dentro de dias, a saber se temos ou não um Presidente à altura dos acontecimentos.
O senhor Silva vai ter de decidir se quer um governo de sua iniciativa, se quer tentar um bloco central ou se vai partir para eleições.
Neste último caso, qualquer um pode ganhar, seja ele o actual partido do poder ou o outro que quer ir para o lugar dele, já que os outros são pequeninos demais para que se equacionem.
Depois disso, e de se saber quem irá ganhar, precisa, o senhor Presidente, de decidir quem vai governar.
Poderá ser o actual partido da oposição, com ou sem a muleta do senhor Portas, caso os votos do povo cheguem para que, juntos, façam uma maioria.
Poderá de novo equacionar-se a hipótese de um 'bloco central', se os votos de cada um não chegarem para nada.
Poderá ainda ser o actual nosso Primeiro a ganhar.
E se for assim, se o senhor voltar a ganhar, como vai ser? Voltamos à estaca zero?
Se o actual governo cair, de uma coisa poderemos todos ter a certezinha absoluta. Seja qual for a solução encontrada pelo senhor Presidente, e sejam quais forem os resultados que se obtenham, Portugal vai mudar. E vai mudar para melhor, claro. E, se forem outros diferentes dos actuais governar o nosso País, a mudança vai ser mais rápida e 'mais melhor'.
Se calhar vamos ter o FMI ou outro qualquer organismo a ajudar a acabar com esta chuchadeira, mas isso não será mal algum já que rapidamente iremos verificar que o desemprego começa a desaparecer, os ordenados a subir, a inflação a descer, a Justiça a funcionar, a Saúde de vento em popa, e as desigualdades a desaparecerem. Em muito pouco tempo, dias até, tudo vai mudar, e vamos voltar a ser felizes.

.

segunda-feira, 14 de março de 2011

13 . . . . . . . . (OS GOLOS DO U LEIRIA - FC PORTO)



.
COM TREZE SERÁ DIFÍCIL PERDER
.
Terão sido ganhos com falcatruas mas são já treze os pontos de avanço.
Terão tido a ajuda dos árbitros, mas são já treze os pontos conseguidos a mais.
Terão tido a ajuda dos outros guarda-redes, mas são já sete os golos marcados a mais.
Terão tido a ajuda dos avançados das outras equipas, mas são já treze os golos sofridos a menos.
Terão tido isso tudo e mais alguma coisa, mas não posso acreditar que seja quem for, seja qual equipa for, por esse mundo fora, consiga ter tudo isso, e nessa quantidade, ao mesmo tempo.
Por isso, os treze pontos de avanço, os sete golos marcados a mais e os treze golos sofridos a menos, só podem acontecer ao mesmo tempo a uma equipa que seja realmente superior a todas as outras, e não vale a pena virem com choradinhos e acusações de meninos mimados que não sabem perder. Só fica bem a quem perde sabê-lo fazer com uma postura decente.
Hoje o FCPorto ganhou mais uma vez. Desta vez por 2-0, ao Leiria e em sua casa. E mais uma vez ganhou bem. E com uma grande penalidade.

Os Golos:





.




domingo, 13 de março de 2011

ABUNDÂNCIA E SACRIFÍCIO RASCAS



.
GERAÇÃO DA ABUNDÂNCIA NÃO SABE O QUE SÃO SACRIFÍCIOS E FICA À RASCA
.
Desde há trinta e cinco anos que a abundância chegou às nossas casas. Só quem viveu durante anos nos anos anteriores a 1974, pode saber do que estou a falar.
Os ordenados eram baixos, as ferramentas existentes para enfrentar a vida eram escassas, o espírito de sacrifício geral era enorme. 
Quem tivesse tido a sorte e o engenho (porque só os melhores de entre os que tinham tido essa hipótese o conseguiam) de chegar a ter um curso superior, atingindo o patamar de 'licenciado', sabia que esse era o momento imediatamente anterior ao patamar de 'estar empregado'. Nos dias de hoje, os dias em que existe uma overdose de qualificações, nos dias em que todos são doutores, essa relação já não existe. Banalizou-se o facto de se ser licenciado, havendo quem possua uma licenciatura mas não tenha as qualificações certas ou mais adequadas ao que o mercado necessita. Há cursos superiores para tudo e mais alguma coisa, mas não há mercado de trabalho correspondente.
Quem não tivesse tido a sorte de pertencer às classes sociais mais favorecidas, e era a maioria da população, sabia que uma vida de abundância só poderia ser conseguida com muito trabalho e muito sacrifício. Começava-se uma vida independente num emprego de ordenado baixo, vivia-se em casas alugadas, usavam-se roupas, mobiliário  e quaisquer utensílios do dia-a-dia, já utilizados por outros, normalmente familiares, esticava-se o dinheiro disponível para o mês, evitando gastos supérfluos tais como saídas à noite, almoços e jantares fora de casa, empréstimos para compras de casa ou de carro ou de mobílias etc., etc., etc.. Hoje, os nossos jovens e menos jovens não dispensam o começo de uma vida independente sem casa nova, móveis novos, carro próprio e um emprego compatível com as suas habilitações, e se não o conseguirem vão ficando em casa dos pais, sobrecarregando o orçamento mensal.
Mas agora nada há a fazer no que a isso diz respeito. Os tempos são outros, as mentalidades são outras, a necessidades que se criaram entretanto são outras, e essas evidências e as dificuldades a que chegamos, acrescidas das falsas promessas de resolução dos problemas, despertaram agora no pensamento da população, que felizmente para todos nós, não é violenta. O problema reside na falta de capacidade de sacrifício de todos nós. Uns porque já se esqueceram do que isso é, outros porque nunca o souberam. Nos primeiros trinta dos últimos trinta e cinco anos, tudo foram facilidades, desde a possibilidade de cursos superiores, emprego bem remunerado, casas e carros novos e para toda a gente, etc., e o povo habituou-se. Agora, as coisas mudaram. Desde há meia dúzia de anos que tudo está diferente, e só o 'zé povinho' se tem apercebido disso. A classe dirigente que nos tem governado, só agora, agora mesmo nos últimos dias, se parece ter apercebido do que está a acontecer. E pode já ser tarde. O espírito revolucionário está de volta e à flor da pele.

.

sábado, 12 de março de 2011

É PÁ, TOU À RASCA

.
EU E ALGUNS MILHÕES DE PORTUGUESES
.
Isto para mim é complicado porque eu pertenço a outra geração. Para uns sou já considerado velho, para outros estou ainda numa boa idade para estar à rasca.
Não pertenço à geração dos quinhentos euros, nem à geração rasca e tão pouco pertenço à geração à rasca. Também não pertenço a qualquer uma que tenha tido o direito a um nome ou a um título. Sendo pai de vários filhos, com idades bem diferenciadas, sou dessa forma, pai de várias gerações, tendo os meus rebentos as mais diversas alcunhas.  Os mais velhos são da geração da tanga e da dos quinhentos, a seguir tenho um da geração rasca e agora, o mais novo está mesmo a entrar na geração à rasca.  Tenho de tudo. Tive um futuro que se dizia brilhante mas que agora se apresenta negro e muito curto, e os meus filhos nem futuro têm. Desta forma não deixo de estar, como todos os outros, aflitinho da vida. Também eu... até eu!
Aqui no cantinho onde me encontro, as dificuldades avolumam-se para a maior parte de nós. Todos os dias aumentam as despesas e diminuem os proventos.
Infelizmente esta situação não é para todos nós. 
Há por aqui uns quantos que, ligados à política e às politiquices não sentem as dificuldades da mesma forma que nós. Outros ainda também a não sentem, uma vez que estão ligados a negócios clandestinos, sejam eles de droga, de prostituição ou de ladroagem.
Não se pense que estes dois grupos são pequenos. Anda por aí muita gentinha, mas mesmo muita, a viver dessas coisas todas.
Mas dizia eu que aqui no meu canto, as dificuldades se avolumam e são mais do que evidentes. O emprego diminui dia-a-dia, e os preços aumentam numa proporção mais elevada. É aterrador. 
O pior é que me sinto esmagado por tudo isto, sem ver luz ao fundo do túnel, nem túnel da Luz, nem outro túnel qualquer com ou sem luz. Se eu apanhasse os responsáveis por esta situação num deles, arriava-lhe um enxerto de porrada que os marcaria para a vida toda que lhes restasse, sem me importar com as câmaras de vigilância colocadas ou não em sítios estratégicos. Depois que me viessem pedir contas! Já ninguém lhes tirava os tabefes, os socos e os pontapés que eu teria dado no traseiro desses gajos. 
Não fui à manifestação que juntou muitos milhares de pessoas, quase todas à rasca, porque estive num outro evento a que não poderia faltar, estou solidário com todos os que lá foram. Pode, esta manifestação, ser o princípio do fim do reinado do senhor José e dos seus empregados. Não gostei, no entanto, do aproveitamento político-partidário que vi e ouvi nas notícias. Não havia necessidade dos gritos e slogans à moda do Prec.

NOVA EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA



.
JOSÉ MARAFONA E JOSÉ MAGALHÃES
.
REENCONTRO
.
.

sexta-feira, 11 de março de 2011

JOSEZINHO DIZ QUE QUER OPRIMIR AINDA MAIS O ZÉ, E PEDRINHO DIZ QUE NÃO VAI DEIXAR


.
JOSÉ QUER PROVOCAR UMA ROTURA
.
Novas medidas serão vistas lá fora como sinal de empenhamento português.
Mas olhando para o que se passou hoje, com Passos Coelho a ser avisado em cima da hora de medidas que há muito pouco tempo tinha recusado e que foram objecto de negociações, a juntar ao facto de o senhor Presidente da República não ter sido sequer avisado, faz-me pensar que o ainda nosso Primeiro quer deixar de o ser a curto prazo, pensando por certo que esta será a melhor altura para provocar uma cisão e ir a eleições.
Deus queira que o tiro lhe saia pela culatra. Para já, o Pedrinho não vai em cantigas, diz que acabou a hipótese de comer a mesma mesa do Josezinho, e que se o Josezinho não sabe trabalhar melhor, então que dê a vez a quem poderá saber.

.

BENFICA - PSG (OS GOLOS)


.
VITÓRIA SUADA, MAIS UMA, LEVAM UM BENFICA INTRANQUILO A PARIS
.

OS GOLOS :







.

quinta-feira, 10 de março de 2011

FC PORTO, SP BRAGA , VITÓRIAS POR 1-0 (OS GOLOS)



.
CSKA MOSCOVO - 0 , FC PORTO - 1
SP BRAGA - 1, LIVERPOOL - 0
.
Grandes jogos, grandes vitórias de dois dos melhores clubes Portugueses.
O Porto foi a Moscovo congelar o CSKA, trazendo consigo uma maravilhosa vitória. Daqui a uma semana, espera-se que repita o feito.
O Braga, fez cair o Liverpool, depois de ter feito cair o Arsenal. Um feito fantástico dos minhotos. Daqui a uma semana terá de jogar assim em Inglaterra e continuar em prova.


OS GOLOS:

FC PORTO


SP BRAGA



A DÉCADA PERDIDA

.
O DISCURSO DO PRESIDENTE, COM ANOS DE ATRASO
.
O senhor Presidente de Portugal tomou ontem posse.
Por essa razão fez um discurso, e a maioria dos comentadores entendeu que foi arrasador para o governo que nos governa, tendo acabado com a cooperação institucional.
Ora se foi assim, e ouvido o discurso, foi assim mesmo, pergunto-me o que terá mudado para que tal tenha acontecido. Ainda não há muitas semanas, a cooperação existia e ninguém queria arrasar qualquer outro ninguém, e os pressupostos agora apresentados já são de todos conhecidos há muitos meses, tendo vindo muitos dos alertas do Banco de Portugal e muitos outros de todos nós, as variadíssimas gerações de rascas e à rasca.
O que mudou foi o mandato do Presidente. Estamos no segundo e último, e durante o primeiro não convinha fazer muitas ondas para assegurar o segundo. Tem sido assim desde há muitos anos. Todos os Presidentes pós revolução assim procederam. Um primeiro mandato frouxo e amorfo e um segundo interventivo.
Falou o de novo Presidente numa década perdida. Não me posso esquecer que dessa década, metade do tempo tivemo-lo como Chefe. É co-responsável com este (des)governo por omissão, e agora, segundo mandato assegurado, quer remediar o erro propositadamente cometido.
Mas não me parece que tenha coragem para, assumindo o que disse deste governo, o despedir. Vai esperar que sejam os deputados da Nação a tomar essa medida.
E por este andar a década vai ter mais anos do que deveria ou poderia ter.
Para que serve então o primeiro mandato presidencial? Para que serve então ter um Presidente em Portugal? Para que nos serve esta República?

.

quarta-feira, 9 de março de 2011

ES UM TIPO DE DIREITA, OU UM GAJO DE ESQUERDA?


.
TEXTO ORIGINAL EM FRANCÊS COM TRADUÇÃO LIVRE
.


*De esquerda ou de direita*?


Quando um tipo de direita não gosta de armas, não as compra.
Quando um tipo de esquerda não gosta de armas, quer proibi-las.
______________________________

Quando um tipo de direita é vegetariano, não come carne.
Quando um tipo de esquerda é vegetariano, quer fazer campanha contra os produtos à base de proteínas animais.
_______________________________
Quando um tipo de direita é homossexual, vive tranquilamente a sua vida como tal.
Quando um tipo de esquerda é homossexual, faz um chinfrim para que todos  os respeitem.
_______________________________
Quando um tipo de direita é prejudicado no trabalho, reflecte sobre a forma de sair desta situação e age em conformidade.
Quando um tipo de esquerda é prejudicado no trabalho, levanta uma queixa contra a discriminação de que foi alvo.
______________________________
Quando um tipo de direita não gosta de um debate emitido por televisão, apaga a televisão ou muda de canal.
Quando um tipo de esquerda não gosta de um debate emitido por televisão, quer prosseguir judicialmente contra os sacanas que dizem essas sacanices. Se for caso disso, uma pequena queixa por difamação será bem-vinda.
_______________________________
Quando um tipo de direita é ateu, não vai à igreja, nem à sinagoga, nem a mesquita.
Quando um tipo de esquerda é ateu, quer que nenhuma alusão a Deus ou a uma religião seja feita na esfera pública, excepto para o Islão *(com medo de retaliações, provavelmente).*
________________________________
Quando um tipo de direita tem necessidade de cuidados médicos, vai ver o seu médico e de seguida compra os medicamentos receitados.
Quando um tipo de esquerda tem necessidade de cuidados médicos, recorre à solidariedade nacional.
________________________________
Quando a economia vai mal, o tipo de direita diz que é necessário arregaçar as mangas e trabalhar mais.
Quando a economia vai mal, o tipo de esquerda diz que os sacanas dos proprietários são os responsáveis e punem o país.




.

terça-feira, 8 de março de 2011

O DIA QUE NÃO DEVERIA CONTINUAR A EXISTIR



.
HOJE É O DIA MUNDIAL DA MULHER
.
É hoje o dia que, mundialmente, se consagrou ser o da Mulher, e já existe há cem anos.

Na realidade não deveria existir tal dia, uma vez que o facto de existir, por si só, coloca a mulher numa posição de inferioridade.
Existe o dia da árvore, o dia do doente disto e da doença daquilo, da protecção deste e daquele aspecto, e por aí fora num chorrilho de dias consagrado a este ou aquele. Existem esses dias dedicados, desde que se viu que seria preciso proteger alguma coisa.
A Mulher não deveria precisar de um dia destinado a lembrarmo-nos dela. Também não deveria haver um dia dedicado ao Homem (embora haja e quase ninguém saiba quando é). Não é preciso.
A Mulher deveria ter o mesmo salário para o mesmo tipo de emprego, os mesmos direitos e as mesmas regalias que o homem. Em tudo deveria ser tratada do mesmo modo que se trata o homem.
Há mulheres com direitos perfeitamente iguais aos dos homens, mas são em minoria. Também há homens mal tratados, mas também são em minoria. E estas minorias não deveriam existir.
Dizem que a mulher, é mais inteligente que o homem, mais perspicaz, mais metódica, implacável, rigorosa, ambiciosa e ágil. Para que precisa então de um dia dedicado? Só porque na maior parte do mundo, é tratada como escrava, como inferior e desvalorizada. Desde o afastamento de cargos de chefia até ao apedrejamento, de tudo se encontra por esse mundo fora. Infelizmente ainda são cidadãs de segunda em muito lado.
Nada disso deveria existir, de modo a que este dia também não tivesse razão de ser.
O Homem, sem a Mulher, valerá pouco, do mesmo modo que elas sem eles ficam incompletas. Mas para que isto possa ser sempre verdade, é necessário mudar mentalidades e formas de estar, e não me parece que seja esse o caminho que está a ser seguido pela nossa sociedade.
Por isso ainda é necessário hoje um Dia da Mulher, como o era há cem anos.
Até quando?

.

O CARNAVAL HOJE, É ASSIM!





.
MAIS ESTRANGEIRO QUE PORTUGUÊS
.
Mais um ano, mais um Carnaval que na maior parte do país, é estrangeiro, sendo que neste ano, e por causa da crise e das crises, a contenção de despesas tenha obrigado a que sejam muito menos os artistas do outro lado do Atlântico convidados a ‘abrilhantar’ as festas.
Continuam no entanto por aí uns senhores, e uma parte significativa da população, a fazer corsos, à moda do Brasil, com as miúdas nuínhas e tudo, a desfilar debaixo de chuva e cheias de frio, e a tentar dançar samba, despidas com as roupas do Carnaval do Rio.
Até quando?
Por muito bonito que seja, por muito alegre que seja, não é nosso, não é da nossa tradição, não está bem.
Felizmente ainda há por aí umas terras onde se faz o dito à nossa moda, com as nossas tradições a imporem a sua valia. São todavia uma pequena gota no charco da nossa vida.
Mais um ano, mais um Carnaval importado apesar de cada um lhe chamar ‘à moda da sua terra’.
Tenho saudades dos outros tempos.

Dos tempos em que o Carnaval não era, como agora, só para as crianças e para os basbaques verem o corso passar, tendo como pano de fundo o lucro que a respectiva organização terá de ter. Do Carnaval, que ao contrário dos dias de hoje, era muito mais que um brinquedo, igual a tantos outros com que as nossas crianças brincam (?), e que tudo fazem sozinhos. Do Carnaval que não era quase só o estar sentado a olhar para a televisão que passa o Corso de Brasil.
Nessa altura, as pessoas, muitas, mesmo muitas, viviam a festa destes dias, e preparavam-se com antecedência para esses três dias de folia.

domingo, 6 de março de 2011

OS JOGOS DO ANO - BRAGA, BENFICA, PORTO E ALGUNS DOS GOLOS DESTA JORNADA


.
O QUARTO JOGO DO ANO PARA O BRAGA
.
Isto dos jogos do ano, tem que se lhe diga. 
No que respeita ao futebol da primeira Liga Nacional, diz o senhor treinador do Benfica que o é para o Braga.
O senhor treinador do Braga diz que não é mais do que o foram os jogos com o Arsenal, o Sevilha ou o Celtic.
Ora, no jogo propriamente dito, que é o que interessa, o Benfica marcou o primeiro golo, ainda na primeira parte. Depois viu um seu jogador, Javi Garcia, ser expulso, com vermelho directo, por agressão a Alan. Logo no minuto seguinte, o Braga marca, de livre directo, por Hugo Viana. Grande frango de Roberto que, adiantado em demasia deixa a bola passar-lhe por cima. Inadmissível numa equipa que se quer  ver campeã. No segundo tempo, o Braga jogou ainda melhor e Mossoró que entrara a substituir Vinicius que também entrara a substituir Custódio, marcou um grande golo com um remate de longe. Jesus e o seu Benfica perdem em Braga o jogo e o campeonato. O Benfica está a onze pontos do FCPorto. Ai Jesus, e agora?
O Sporting já não tem jogos do ano, este ano. Restar-lhe-á a tentativa de segurar o terceiro lugar, já que o Paços de Ferreira está com os dentes afiados para lho roubar. Assim, no jogo de hoje com o Beira-Mar, lá conseguiu vencer marcando um golo de grande penalidade por Matias logo depois dos homens de Aveiro terem ficado com menos um jogador. Postiga acaba substituído após ser apanhado inúmeras vezes em fora de jogo e de ter apanhado um amarelo por protestos. Ao nono jogo o Sporting regressou às vitórias, enquanto o Beira-Mar ainda continua sem vencer, tendo a sua última vitória sido em Janeiro.
Entretanto e num dos jogos do ano do FCPorto, clube que vai ter mais alguns até ao final da época, este venceu o Guimarães por duas bolas a zero, mantendo a pressão e aumentando a distância para o segundo classificado.
No que respeita ao hóquei patins Nacional, também os senhores do Benfica diziam que seria o jogo do ano para os do Porto, e tinha razão já que os azuis e brancos responderam com uma vitória por sete a cinco, curiosamente o mesmíssimo resultado da primeira volta em casa dos encarnados, sendo que os dois estão agora empatados em pontos, com vantagem dos dragões no confronte directo.
No atletismo, o português naturalizado Francis Obikwelo, a competir numa das competições do ano, sagrou-se campeão da Europa nos 60 mts., enquanto Naide Gomes sem ter uma medalha digna da medalha do ano, arrancou o segundo lugar nos mesmos campeonatos, a um centímetro da primeira classificada no salto em comprimento.
São assim as coisas das competições e jogos do ano de cada um de nós.
ALGUNS GOLOS DA LIGA

PORTO - GUIMARÃES





SPORTING - BEIRA-MAR




BRAGA - BENFICA







 .

LUTA É ALEGRIA - HOMENS DA LUTA



.
VENCEDORES COM O VOTO DO POVO
O POVO É QUEM MAIS ORDENA
.


Depois dos 'Deolinda', os 'Homens da Luta' vêm dizer-nos que Portugal está a mudar.
Cuidado Portugal, a 'Coisa' está a chegar.
E tudo isto na semana em que o senhor José, o ainda nosso Primeiro, ter sido chamado a Berlim, onde foi prestar contas e mendigar ajudas .
Agora, os 'Homens da Luta' também para lá irão mostrar o que pensamos dos senhores que mandam em nós.

.

terça-feira, 1 de março de 2011

TEM MUITAS TETAS A GRANDE MAMA

.
MAIS UM POUCO E JÁ NÃO HÁ LEITE PARA SACIAR TANTA SEDE
.
O Estado Português chegou a um estado tal que já nada lhe pode valer a não ser mudar de instalações depois de declarar insolvência.
Isto todos nós vemos no dia-a-dia das nossas vidas.
No entanto, nos últimos anos, e para que o (des)governo socialista não por mãos alheias a fama de que se reveste, deu aos seus boys e girls as últimas migalhas que a Nação tinha.
Temos vindo a ser confrontados todos os dias com as mais diversas notícias que nos vão dando conta do que se vai fazendo aos dinheiros públicos (de todos nós).
Já se sabe onde o actual executivo tem ido buscar todo o pilim que vai necessitando para pagar as contas, melhor dizendo, algumas das contas que os credores lhe vão apresentando. Ao nosso bolso, que sem fundo corre o risco de também não ter mais moedas a curto prazo.
Já se sabe das obras megalómanas que o governo da Nação insiste em querer fazer.
Já se sabe das notícias de novos aumentos de impostos e derivados.
Já se sabe da pouca credibilidade destes senhores em todo o mundo.
Já se sabe que a senhora Ângela chamou o menino José, que lá irá com o rabinho entre as pernas, e lhe vai aquecer as orelhas amanhã.
Já se sabem as coisas todas, mas como os Portugueses estão indefinidamente à espera da vez deles para também mamarem um pouco na teta da porca, vão continuando a dar o beneficio da dúvidas a quem nos (des)governa.
Soube-se agora quantos grupos de trabalho, comissões, comissões de trabalho e grupos de comissões o Estado criou, envolvendo quase 600 pessoas, desde que este governo tomou posse em finais de 2009. Setenta, mas não se sabe quanto nos tem custado. E esta gente não veio substituir a que já lá estava noutras comissões e noutros grupos, não, veio juntar-se a ela, pelo que não se entende muito bem como é que no fim disto o nosso desemprego ainda continua a aumentar, muito embora o senhor Valter Lemos esteja muito satisfeito com a situação.
Ainda não nos chega esta pimpineira?
Estou cansado desta trampa. Vocês não estão?


.