sexta-feira, 31 de julho de 2009

A SENHORA NÃO SE VENDE

.
OFERECERAM-LHE TUDO, E NADA!
.
A senhora não pensa do mesmo modo que eu, politicamente falando. A senhora foi posta fora do que eu considerava ser o partido dela em Fevereiro último. Na altura pareceu-me mal, mas nem me deu para comentar. Era mais um caso num partido pelo qual só nutro curiosidade, e nem sequer é muita.
Entretanto, para obter ganhos políticos, e porque o partido da senhora anda a subir nas sondagens e nas votações, o ainda nosso Primeiro, grande irmão e admirável líder, ofereceu-lhe tudo e de tudo para que ela integrasse as listas do partido dele. Um lugar num eventual (mesmo muito eventual e nada provável) futuro executivo, altos cargos na administração pública, lugar elegível nas listas (segundo ou terceiro em Coimbra), e por aí fora, num churrilho e crescendo da qualidade do que oferecia.
Em vão! A senhora, mostrou ao ainda nosso Primeiro, o que é a moral e a defesa das suas convicções. A senhora mostrou-lhe que nem toda a gente se vende, que nem toda a gente tem um preço. A senhora mostrou-lhe que não alinha com os da laia dele.
A senhora mostrou-nos que ainda há gente séria naquela profissão. O ainda nosso Primeiro, como não poderia deixar de ser, nega ter convidado a senhora. Há agora acusações e contra acusações. Coisas da política!
Por outro lado, o piscar de olhos à esquerda, surtiu efeito com Inês de Medeiros e com Vale de Almeida (primeiro homossexual assumido com entrada na AR, e que não é um dissidente do BE, apesar de o querer fazer crer). Estes independentes de esquerda, aceitaram as ofertas do sr Pinto de Sousa e vão integrar as listas em lugares elegíveis. A cultura e a questão dos casamentos de homossexuais ficam assim defendidos. Pelo menos será esse o pensamento de António Vitorino, coordenador do programa.
Muito bem Joana Amaral Dias!

.
(In O Primeiro de Janeiro, 29-07-2009)

.
JM
.

A IDEIA ATÉ É BOA, MAS...

.
PORQUE SERÁ QUE SÓ SE LEMBRAM DAS CRIANÇAS EM ANO DE ELEIÇÕES?
.
. .
A ideia do ainda nosso Primeiro, na pele de Primeiro ou de candidato a Primeiro, ou ainda de chefe dos candidatos, até que é boa.
Não servirá de muito, convenhamos (são só 200 euros, não serve mesmo para nada), se nos lembrarmos que há Autarquias que oferecem 750 e até 1000, e Zapatero (eu sei que o homem está num País rico, eu sei), anos atrás oferecia 2500. Mas é uma ajuda, importante!
Não favorece a natalidade, como eles dizem, uma vez que não haverá ninguém que queira ter filhos, ou que os vá fazer a correr, para ganhar 200 euros, dinheiro que o puto só poderá levantar aos 18 anos. Mas é uma ajuda, importante!
Nas famílias mais carenciadas não haverá hipóteses de ver acrescentadas entradas de dinheiro a essa conta, mas de qualquer forma sempre vai gerando juros, e é uma ajuda, importante!
Só não é importante o "timming" da ajuda, seja ele do próximo governo PS (coisa que não vai ser) ou do próximo governo de outro qualquer partido. Só aparece agora para captar votos dos paizinhos que irão ser, ou querer ser. Só aparece agora por motivos políticos, que têm a ver com as próximas eleições. Se assim não fosse, ninguém se lembraria (qualquer que fosse o partido) dos jovens.
Mas como diz o outro senhor de que eu até gosto muito, se a medida proposta é assim tão boa e exequível, implementem-na agora, já! Ainda têm tempo, ainda vão estar na governação mais dois meses inteirinhos. ou esta proposta, como muitas das outras é só para votante ver?

.
JM
.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

O ÚLTIMO, POR FAVOR APAGUE A LUZ.

.
JÁ FALTOU MAIS, TAMBÉM POSSO IR?
.
.
O cansaço assalta quase toda a gente trabalhadora. O fluxo de gente que entrava em Portugal, vinda de quase todo o ano, começa a abrandar e agora são de novo, mais os que saem que os que entram. E muitos dos que entraram, desistiram e já se foram embora. Dá vontade de ir também!
O nosso nível de vida tem vindo a descer. O desemprego tem vindo a aumentar. As empresas continuam a falir. O investimento quase desapareceu. O governo atira-nos diariamente com areia aos olhos, na vã tentativa de nos cegar e impedir que votemos noutros que não neles. A crise veio para ficar e não dá mostras de abrandar, muito embora o ministro responsável por estas coisas não se canse de dizer que estamos melhor que nunca. O outro, o ainda nosso Primeiro, afirma a pés juntos que ele é o melhor Primeiro que Portugal alguma vez teve, com a desfaçatez que lhe vem da lata e da cara de pau que todos lhe conhecemos.
O certo é que já ninguém quer vir para cá. E os nossos, querem é pôr-se daqui para fora, e depressinha. E não estou a falar dos que, apanhados agora nas malhas da justiça, depois de vidas faustosas e fáceis, a defraudar os que neles acreditaram, gostariam de ter emigrado há dois ou três anos, uma vez que agora, descobertas as maroscas que fizeram nos bancos e nas empresas que representavam, lhes é impossível fazê-lo. Falo do cidadão comum. Do cidadão que sofre na pele as dificuldades do dia a dia, e as incapacidades de quem nos governa para melhorar a vida de cada um.
Cada vez mais apetece dizer que, já agora, também posso ir?

.-
(In O Primeiro de Janeiro, 30-07-2009)

.
JM
.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

BIKE TRIAL

.
VÃO APOIAR O HENRIQUE!
.
.

Para quem gosta de fotografar, de ver uma modalidade desportiva com poucas tradições na cidade do Porto ou que não saiba o que fazer no próximo Domingo, aqui fica o convite ir dar apoio ao Henrique na última prova do Campeonato Nacional de Bike Trial.
A prova começa às 14,00 horas junto ao Castelo do Queijo (Porto) com a Classe Open 1, onde este atleta participa.
Convém lembrar que o Henrique pode sagrar-se campeão da sua classe nesta prova.
.
Quem desejar ver mais fotos do atleta, saber um pouco mais da modalidade ou seguir o blogue do Henrique ou contactá-lo, pode aceder a: http://rodavinte.blogspot.com/


.
JM
.

terça-feira, 28 de julho de 2009

FRENESIM

.
.


José Sócrates aparece em tudo que é sítio e, procura ser sempre noticia por tudo e por nada . Ao invés Manuel Ferreira Leite tem pautado a sua estratégia pelo recato , serenidade e pelo sentido comum. Este frenesim demonstra que está debilitado e acossado . Aparentemente a calma de Manuela Ferreira Leite demonstra que está segura e clareza.
Se as eleições fossem decididas pelas vezes que se aparece na imprensa , com certeza José Sócrates teria uma ampla maioria absoluta. Todavia as eleições vencem-se com votos . E , os cidadãos irão ter a maçada de ir votar se houver uma luz ou esperança. Mais do mesmo não vale a pena ,mas se houver confiança na aquisição de paz social e que se façam as coisas de outra forma . Penso que é o que os portugueses desejam. No fundo uma luz ao fundo do túnel. Portugal é um país melhor que estes governos que nos têm conduzido nos últimos anos. Haja confiança na bondade e ominpotência divina!

.
Joaquim Jorge (Clube dos Pensadores)
.

A "laranjite" que previne a laringite: da Laranja-Baía ao Grand Marnier

.
TIRADO DE "O OUTRO LADO DO EU"

.
.
Durante a minha infância não comia frutas. Além de ser alérgico à banana, várias frutas coçavam-me a garganta, pois tinha no fundo da mesma, uma cicatriz resultante de uma flauta que lá se espetara, após uma queda minha ao pular de uma cama para outra enquanto a tocava.

Nesta época paranóica da gripe A recomenda-se porém, muita vitamina C. E uma das fontes mais conhecidas desta vitamina é sem dúvida a laranja. Comer muita laranja é bom preventivo para a gripe e para infecções da garganta (laringites por exemplo). Raramente me constipo e minha garganta esteve sempre de boa saúde. Talvez porque, embora detestasse as frutas, adorasse uma única entre elas: a laranja! Geralmente as da terra, eram de casca verde e tons de amarelo, ora doces, ora ácidas (comia-as com açúcar). Raramente via-mos as laranjas europeias; que estranho eram elas, assim tão ... cor-de-laranja! Achava estranho falar-se dessa cor como sendo a da laranja! Uma laranja era "verde com manchas amarelas!".
.
Nesses bons velhos tempos, a minha avó Candinha trazia do mercado, umas enormes laranjas que vinham da Cidade Velha. Eram muito doces, autêntico mel, sem sementes e com uma espécie de protuberância umbilical muito engraçada e característica. Estou a falar da laranja de umbigo, conhecida entre nós por laranja-baía. O nome vem da Baía, estado brasileiro onde esta espécie citrina é abundante. Ali também estas laranjas são cor-de-laranja (ver foto ao lado).

É curioso como a laranja foi uma fruta "fabricada" pelo Homem, na antiguidade, através de cruzamentos de outras espécies. Mais curioso é que actualmente as laranjas são referenciadas como da Califórnia, da Flórida, de Israel, de Marrocos, do Hawai, etc e não da Índia, donde ela é originária! Vejam o que se diz desse fruto nas enciclopédias da Internet:
"A laranja doce foi trazida da China para a Europa no século XVI pelos portugueses. É por isso que as laranjas doces são denominadas "portuguesas" em vários países, especialmente nos Bálcãs (por exemplo, laranja em grego é portokali e portakal em turco), em romeno é portocala e portogallo com diferentes grafias nos vários dialectos italianos" [artigo inteiro aqui]
Hoje, já como várias frutas, mas a laranja continua a ser a minha preferida. Ao natural, em sumos, em bolos, em gelados, em doces e até em bebidas, não perco a ocasião de apreciar esta divina fruta!
.
A propósito de bebidas com laranja, assinalo dois fantásticos licores franceses com base em laranjas: o Grand Marnier e o Cointreau . Faça clique nos links e saberá da história e da composição destas maravilhas. Uma das diferenças, é que o Grand Marnier é um cognac aromatizado com laranja, e o Cointreau é uma aguardente com óleos extraídos de cascas de laranja maceradas.

Falando de cascas de laranja, há dois meses comi um doce de cascas de laranja, feito por Garda e ao qual sugeri que lhe deitasse um cálice de Grand Marnier na calda do açúcar, antes desta tomar o ponto. Ficou uma maravilha! Não vos dou ainda a receita, mas para que fiquem com água na boca, aqui vai a fotografia tirada:

.

.
Jorge Sousa Brito
.

AINDA O SR LOUREIRO

.
PLÊIADE, ESSA MALANDRA
.
.
O sr Loureiro, tinha 15%, depois tinha opção de compra de 15%, mais tarde, e afinal, teria vendido ao sr Roquete a parte que detinha na empresa. Muitas foram as contradições que o ex-conselheiro expôs. Não é no entanto de admirar, uma vez que este senhor, sofre de uma doença rara (não tão rara como isso no nosso País, onde se tem disseminado) que o impede de se lembrar das coisas que se passaram com isso.
O que parece certo é que o sr recebeu uma pipa de massa por via da venda da Plêiade. E o DCIAP anda a investigar atentamente o negócio.
Entretanto, o sr Roqueteveio a terreiro dizer que foi ele que vendeu, e era o dono de toda a empresa, tendo depois, dado ao sr Loureiro o valor acordado pela sua participação na empresa, no total de 8,21%. E recusa a acusação de quaisquer comissões pelo negócio.
A ver vamos no que isto vai dar.

.
JM
.

EU (?), NÃO SEI DE NADA!

.
A IGNORÂNCIA DESCULPABILIZADORA
. .
Vários doentes cegaram após tratamento oftalmológico com Avastim.
Depois da Farmacêutica ter vindo a público dizer que no princípio do ano tinha enviado aos hospitais Portugueses uma circular a dizer que o medicamento não era recomendado para tratar problemas dos olhos, e de mesmo assim, continuar a ser administrado as doentes de oftalmologia, já começaram as reacções.
Eu não sei de nada! Não tenho conhecimento da circular. Ouvi falar da carta mas nunca a vi. Por todo o mundo se aplica o medicamento nestes tratamentos. Aplica-se em casos semelhantes, em milhares de doentes e não há notícia destes acontecimentos. Não é comigo! Só faço o que me mandam! Nunca ouvi dizer que o Avastim fizesse mal.
Todos sacodem a água do capote. Ninguém é responsável por nada. Ninguém sabe de nada. Ninguém é culpado do que quer que seja.
O certo é que o Avastim pode provocar problemas quando se usa para tratamentos oftalmológicos, podendo atingir a cegueira. E provoca. E provocou em vários doentes do Hospital de Santa Maria. Esses doentes cegaram, esperando-se que a falta de visão seja reversível.
A ANF, o Infarmed, a Farmacêutica Roche, a Ordem dos Médicos, o Hospital, os Enfermeiros, os ajudantes, o pessoal da limpeza e os trabalhadores indiferenciados, todos, mas mesmo todos, se puseram já fora de quaisquer suspeitas ou culpas.
O Hospital promete um relatório dentro de alguns dias.
O certo é que ninguém quer assumir responsabilidades, e, mais uma vez, a culpa vai morrer, solteirona.
A irresponsabilidade grassa no nosso País povoado de gente irresponsável, falando-se até já que guerras entre as Farmacêuticas podem estar por trás deste caso dos doentes de oftalmologia em risco de cegarem, sendo certo que não existem normas que definam o manuseamento de injectáveis. Outra das hipóteses aventadas pelos investigadores para este "caso", prende-se com a suspeita de sabotagem (ninguém se lembrou ainda de ter sido uma experiência ilegal que tenha corrido mal?). As investigações seguem também nesse rumo depois de terem recebido uma chamada telefónica anónima (só podia ser, o anonimato é uma arma terrível em uso demasiadas vezes em Portugal), que se suspeita ter origem no próprio hospital.
Mais uma vez, a culpa não será assacada a ninguém, prevendo-se que os relatórios finais sobre este caso, concluam ter-se tratado de um acidente infeliz.

.
(In O Primeiro de Janeiro, 28-07-2009)

.
JM
.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

MAS QUE GRANDE LATA QUE ESTA GENTE TEM

.
CHEGOU VIA CORREIO ELECTRÓNICO
.


1. Sabem em que consiste a "manutenção" do site do ministério da justiça?


Não? Ok!
Eu esclareço: trata-se de actualizar conteúdos.
Acham que o ministro Costa recorreu a um informático qualquer para tratar do assunto?
Não!
Trata-se de uma tarefa altamente técnica que justifica uma remuneração de 3.254,00 euros mais o subsídio de almoço, claro!



2. E sabem quem tem o perfil adequado a essa extremamente especializada função?


Não? Ok!
Eu esclareço: trata-se de Susana Isabel Costa Dutra.
Susana Isabel Costa Dutra, é (por um acaso daqueles que só acontecem em Portugal) filha do ministro Alberto Costa.



Et OUI!

.
.
.
(CUSTA-ME IMENSO A ACREDITAR. SERÁ QUE ISTO É MESMO VERDADE?)

.
.
.

ESTÃO PRÓXIMAS, POIS CLARO!

.
AS ELEIÇÕES, QUEM DIRIA!
. .
Como não poderia deixar de ser, o ainda nosso Primeiro, continua a dar coisas, benesses e a tentar comprar votos.
Desta vez, os beneficiários são os senhores professores de Português que leccionam no estrangeiro.
Já há três anos que os senhores professores não eram aumentados, e agora, por obra e graça das próximas eleições e da necessidade de mais uns votitos, desta vez no círculo da Europa e de fora da Europa, lá se arranjaram uns dinheiritos para lhes pagar. Com rectoactivos a Janeiro, pois claro. Mas o recado veio dado pela FNE e a SPE, afecta à Fenprof, diz nada saber e aproveita para se concentrar à porta do ainda nosso Primeiro, para protestar.
Este camarada (o ainda nosso Primeiro) sabe-a toda, não há dúvida, mas adianta-lhe pouco.
Nós é que não somos parvos!

.
JM
.

SEM DÚVIDA QUE É, AINDA DUVIDA?

.
AINDA DUVIDA?
.
O sr Pinto de Sousa queria, já não quer, ver se é verdade que na blogosfera se diz muito mal dele. Uma vez que agora ele já disse que não, que não viu nada disso (coitado, o maior cego é sempre o que não quer ver), quando todos dizemos que sim, que é verdade que falamos muito mal dele, só nos resta dizer que o sr, mais uma vez, mentiu (ou só lhe mostraram os blogues amigos dele, praí uns vinte).
Para além disso, aqueles problemas técnicos terão sido providenciais.

.
JM
.

sábado, 25 de julho de 2009

57

.
QUEM SE LEMBRA E QUEM SE ESQUECE
.
As listas são pequenas, a dos que se lembram e a dos que se esquecem. Pela minha parte, esquecerei a falta de lembrança.

.
JM
.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

QUEM PAGA O QUÊ

.
O GOVERNO COBARDE
. .
É malhar agora (à boa maneira socialista), que as eleições estão perto. Assim pensaram e melhor fizeram os sindicatos e as associações patronais. Nesta altura do campeonato, o governo, cobardemente, dá tudo.
A Segurança Social que se "lixe", a gente (governo) paga!
O País, que até está bem de finanças, paga!
Nunca se viu tamanha pouca-vergonha. Tudo se dá, oferece, promete, desde que se ponha o povinho contente e não nos faltem com os votos na nossa cor, a rosa, aquela do vermelho muito claro, vocês sabem!
Não se está a falar dos doentes, a esses sim, o Governo, através da Segurança Social, paga, e paga muito bem. Estamos a falar dos sãos, dos que não estão doentes, e que muitas empresas, aproveitando a doença de uns, mandarão para casa os outros e fecharão portas. Tudo cairá então em cima do Delegado de Saúde que determinará quando um trabalhador são, deverá ir para casa, a receber pela Segurança Social, libertando assim a entidade patronal desse encargo. Está aberta a porta à fraude! Mais uma porta destas que se abre, durante a vigência deste governo.
Aparecesse este problema noutra altura, em ano que não fosse de eleições, e era ver se este governozinho de treta se deixava amolecer pela gripa A. Cada firma que se preparasse para o que desse e viesse. Tamiflu para os doentes, isso sim, está bem, agora o resto, não quereriam mais nada pois não?

.
JM
.

GUERRA ABERTA - CORRIDA AOS TACHOS

.
O LUGAR A QUE EU TENHO DIREITO, NAS LISTAS
. .
Está aberta e quase no fim, a época da caça a um lugar elegível nas listas a deputados para a Assembleia da República, para a Assembleia Municipal, e para o lugar de Presidente de Câmara e vereadores, vulgo, "corrida aos tachos".
Todos os partidos se regem por normas idênticas, onde os amigos, os compadres, os favores, os interesses, os deveres, e, por fim, só mesmo no fim, a qualidade das pessoas, são preponderantes na elaboração das listas a candidatos às diversas eleições que se avizinham. Não interessa nada saber ou verificar, se os eleitos para as listas têm alguma coisa a ver com a região por onde se candidatam. Isso é irrelevante!
Todos se arreganham e põem em bicos de pés para que sejam vistos e depois notados.
No caso do Partido Socialista, a luta está ao rubro, havendo um corrupio de putativos candidatos a vaguear pelos corredores. Prevêem-se muitos descontentes e poucos satisfeitos, quando no final da semana as listas derem à luz do dia. Um lugar, mais acima ou mais abaixo, pode ditar a morte ou a vida de um "artista".
Nos outros partidos, não deverá ser muito diferente, embora mais calmo, uma vez que se prevê uma subida generalizada das votações, e portanto mais gente eleita, ao contrário das votações no PS, nas quais se antevê uma descida, com muita gente a ficar de fora.
No fundo, bem lá no fundo, é tudo uma vergonha e um descrédito para o País.

.
(In O Primeiro de Janeiro, 22-07-2009)

.
JM
.

A PROPÓSITO DAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS

.
AO CUIDADO DO SR DR RUI RIO
.
A propósito de uma notícia que no JN de há dias atrás li, na qual o sr da Sonae, a convite da sra d Elisa, tecia considerandos sobre a nossa cidade e a região Norte, lembrei-me do que eu mesmo tinha escrito, [.... Vem isto a propósito das corridas, de carros e de aviões que em boa hora o Sr. tratou de trazer para a nossa cidade.

Será que é asneira pensar que a nossa cidade precisa de eventos destes e de outros para que seja ainda mais visitada, para que forasteiros venham cá trazer o seu dinheiro para movimentar o comércio e os serviços, para criar emprego nem que seja temporário e todos nós vivermos melhor?
Aproveitando esta onda, não se poderia pensar em fazer no Porto anualmente, um festival aéreo, corridas de motos, concursos de poesia em que o mote fosse a cidade, concursos de ideias para melhorar a vida da cidade, para melhorar e incentivar a visibilidade do Porto lá fora, concursos de estatuária e de pintura em que o mote fosse também a cidade e suas gentes, em posições e estados do dia-a-dia, sei lá, todos as hipóteses de coisas que possam elevar ainda mais a cidade, e leva-la ao conhecimento mundial, pelas coisas que só cá existam?
Ó meu caro amigo presidente, que não duvido que o seja já que sou um seu concidadão, até que ponto será difícil fazer ainda mais coisas pela cidade, sejam elas populistas ou não, mas de que todos beneficiemos economicamente, seja directa ou indirectamente?
Temos que trazer para cá cada vez mais turistas nacionais e estrangeiros, mas turismo de qualidade, e isso só se consegue com a realização de muitos e bons eventos ou a construção de coisas que não haja noutro lado.
Vamos incentivar a vida nocturna, com qualidade e segurança. Vamos trazer ao Porto um S. João todos os meses, que dinamize o comércio e os serviços .....]
em Setembro de 2007, e publicado no "O Primeiro de Janeiro" de Novembro desse ano.

De facto, só com eventos do género das corridas de aviões ou de automóveis ou de barcos, ou outros eventos, quaisquer que eles sejam, que pela sua grandiosidade, pela sua escassez na região, ou ainda que só pela diferença se façam notar, poderemos ter a nossa cidade cada vez mais conhecida e visitada.

A casa da Música, pela sua grandiosidade e diferença, o Sea Life, pela diferença e escassez na região, as corridas de automóveis e as de aviões, serão alguns dos exemplos a que me referi na altura e que continuam actuais. O sr da Sonae, tem toda a razão nesse aspecto.

Só que na verdade não chegam. Precisamos de meia dúzia de eventos do género das corridas, por ano. Quase mês sim, mês não. Precisamos de oferecer coisas que mais ninguém tenha ou ofereça, e publicitá-las bem (há infrainstruturas baratas, como por exemplo as necessárias para as modalidades de Bike Trial e outras, que não existem na região, e poderia começar por esse apoio a modalidades minoritárias). A concentração de eventos no verão, mormente nos meses de Junho e Julho, não é suficiente. É preciso distendê-los ao longo do ano. Só assim se mantém o nível desejado de movimento na cidade, e se insentiva o turismo de qualidade.

O dr Rui Rio, vai, com toda a certeza, ter mais quatro anos à frente da nossa Câmara, tempo mais que suficiente para acabar de nos elevar ao patamar que todos desejamos.


.

JM

.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

FALTAS VERGONHOSAS

.
DEPUTADOS DO PAÍS
.
.
É incompreensível que os deputados, que nos representam, que nós pagamos a preço de prata (não será de ouro uma vez que se queixam de ganhar pouco), faltem às secções de uma maneira tão ostensiva.
Nesta legislatura houve 460 secções, e houve, pasme-se quem tenha faltado 146 vezes, conseguindo justificar todas essas ausências, havendo unicamente sete deputados sem faltas. A maior parte das faltas justificadas dizem respeito a trabalho político e a doença, o que poderá levar a pensar que os nosso deputados são uma classe doente, parecendo, em muitos casos, ser de doença mental. A mediocridade e o facilitismo de alguns, muitos, aliada à incompetência, ainda e também de muitos, e à corrupção, de nenhuns, não há corruptos na nossa Assembleia, se ligada à dos faltosos sem justificação ou com ela digna de suspeição, e se isso fosse justa causa para "despedimento", faria uma razia completa, poucos sobrando na Assembleia, e poupando muito dinheiro à Nação.
Estes senhores e senhoras, que são nossos empregados uma vez que são pagos por nós, que nós escolhemos para nos representar, abusam da nossa bondade e fazem o que lhes dá na real gana, não trabalhando em conformidade com o seu salário, gozando de mordomias como ninguém. Não há lei do Código de Trabalho que se lhes aplique?
E, ainda mais grave, na sua maior parte, são-nos apresentados de novo este ano, pelo partidos, para que votemos neles, e os coloquemos outra vez na Assembleia.
É preciso ter lata!

.
JM
.

ATRIBUTOS NO CLUBE DOS PENSADORES (RÁDIO FM 91.0)



.
ATRIBUTOS NO PROGRAMA DE RÁDIO DO CLUBE DOS PENSADORES
.
.


Programa na RCM irá para o ar Quarta-feira, dia 22. Entre as 19h e as 20h. ( Repete sábado às 24h ) .

Tem como assistente de realização José Silva.

Joaquim Jorge convida vários autores de blogues . O tema é a Blogosfera : Os blogues e implicações na liberdade de expressão e na política

Este programa é dada voz aos bloggers que poderão sugerir, opinar e criticar .

Há um espaço que os interessados poderão entrar em directo no programa de rádio :

1 – Via telefone através do número 22 9381756

2 - Via net através do blogue Clube dos Pensadores , na hora as opiniões dos internautas serão lidas e tidas em conta para a discussão.Esta emissão estará disponível online a partir do site RCM ou com a frequência 91.0 no seu rádio.

São convidados além do blogue Clube dos Pensadores , o Porto de Leixões , Matosinhos Online ; do Portugal Profundo , Portugal dos Pequeninos , Grupo da Boavista , Atributos , entre outros.


1 - Vítor Maganinho (Matosinhos OnLine) - 19h10
2 - José Modesto (José Modesto) - 19h15
3 - António Balbino Caldeira (Do Portugal Profundo) - 19h20
4 - João Gonçalves (Portugal dos Pequeninos) - 19h25
5 - Francisco Castelo Branco (Olhar Direito) - 19h30
6- José Magalhães (Atributos) - 19h35
7 - João Pedro Neto (Grupo da Boavista) - 19h40
8 - Eugénio Queirós (O Porto de Leixões) - 19h45
9 - António Veríssimo (Média XXI)- 19h50




.
Como se pode ver pelo "post", tenho a honra de ter sido convidado por Joaquim Jorge para participar no seu programa de rádio.

Lá participarão alguns dos Bloggers de referência da blogosfera Portuguesa.
Não deixe de sintonizar e ouvir este programa.

.
JM
.

MAIS UM MILHÃO PELO CANO ABAIXO

.
FRAUDES E MAIS FRAUDES. SÓ CAI QUEM QUER!

"Venham meu senhores venham, ganhem milhões em pouco tempo. Dê-me um que eu dou-lhe trinta e seis. É fácil, é barato.
Não estou aqui para enganar A, B ou C. Comigo, a enganar é o abecedário todo."

.
Não é só cá, mas nós somos peritos em ser enganados pelo próximo. E também em enganar, que nesse aspecto também não pedimos meças seja a quem for.
Retornos absolutos e ganhos exorbitantes oferecidos pelas donas Brancas, Madoffes, bêpêénes, bêpêpês, e outros quejandos, aliciam os pouco escrupulosos Portugueses. Depois, após as coisas correrem mal, vêm queixar-se e dizer que foram enganados e levados na onda. Só mesmo para rir!
Há um ditado antigo que nos diz que "ladrão que rouba a ladrão....", que bem se pode aplicar nestes casos. Só a ganância, a vontade de enganar os outros, e a falta de escrúpulos pode ditar que alguém, medianamente inteligente e esclarecido, neste caso grande parte deles serão empresários, aceite e admita que ganhos do valor dos anunciados, 36% ao mês acrescidos de comissões pela angariação de novos clientes (vìtimas), são normais e legais. Isto quando os juros andam muito abaixo dos 5%, ao ano!
É muito bem feito que estes duzentos Portugueses, e como as queixas continuam a chegar ao DCIAP e à PJ pressupõe-se que este número de "enganados" e o valor da burla aumentem, tenham perdido um milhão de euros nesta negociata, e que tantos outros, que tenham entrado em esquemas do mesmo género, também tenham perdido o que perderam.
Só faltava agora que estes "chicos espertos", a exemplo de tantos outros, viessem pedir indemnizações ao estado.
No fundo é impressionante como se descobre, dia após dia, que há por esse mundo fora tanto idiota que se julga mais esperto que o seu vizinho e entra em esquemas destes. E se olharmos bem, encontramos destes parvalhões em todas as classes sociais, económicas e culturais.
É triste viver num mundo assim.

.
(In O Primeiro de Janeiro, 16-07-2009)

.
JM
.

IREMOS TER A CORAGEM QUE NOS TEM FALTADO?

.
DIAS LOUREIRO DE NOVO
.
.
Agora são luvas, o que parece que Dias Loureiro recebeu. A história está um pouco mal contada. A venda da Plêiade ao grupo SLN, fez com que este ex-conselheiro, recebesse oito milhões de euros. O homem diz que detinha uma percentagem na Plêiade, os acusadores dizem que foram "luvas".
Loureiro, virá por certo informar-nos, mais à tardinha, que não se lembra de nada, e que, só agora está a ver bem os contornos da situação. Dirá que a disponibilidade para colaborar com a investigação é total, e a sua consciência está tranquila, como sempre esteve.
Coisas ditas olhos nos olhos, com a franqueza a que já nos habituou.
Não há certezas de nada, só suspeitas. Investiga-se a corrupção.
Certo, certo, será o arrependimento do nosso Presidente, ao verificar como terá sido enganado pelo seu "amigo", e ao verificar que outro dos seus "amigos" está acusado de crimes no mesmo processo do BPN.
Aos poucos lá vamos sabendo coisas que não imaginávamos sequer. Será que vamos ter, como em Itália, um "Mãos Limpas"? Iremos ter a coragem que nos tem faltado ao longo destes anos, para levar estes processos até ao fim? Até às últimas consequências?
Será que Portugal está a mudar? Ou, pelo contrário, daqui a alguns meses, tudo ficará em águas de bacalhau?
Só o tempo no-lo irá dizer.

.
JM
.

FRACASSO TOTAL - ANDAM A GOZAR COM O NOSSO FUTURO

.
SÓ MESMO NO NOSSO PAÍS SOCRÁTICO
. .
É grave que aconteça em Portugal uma coisa como esta. Não é caso inédito, vai-se passando por esse País fora já há alguns anos, o que é ainda mais grave. É aceite como normal pelos professores e pelos pais, o que o torna vergonhosamente grave. E, o pior de tudo, é que está dentro da lei, que dá margem de manobra às escolas para avaliarem a seu bel-prazer e fazer o que esta escola fez, e outras já fizeram.
Pelos vistos, a reprovação de um aluno, hoje chamam-lhe retenção por causa dos traumas que a palavra causava, é vista como muito negativa para o rácio das escolas, não importando a qualidade do ensino que o educando retêm.
O aluno em causa, frequentador do oitavo ano de escolaridade, tem quinze anos e quatorze "disciplinas" que contam para nota. Dessas quatorze, "chumbou" a nove. Ou melhor, teve nota negativa a nove. De entre essas nove, destacam-se o Português e a Matemática. Apesar disso, o conselho de turma, decidiu que o melhor seria "passar" o aluno. Hoje diz-se "transitar", pois que o termo "passar", é feio e relembra tempos de uma boa educação.
Será que nesta escola, em Darque - Viana do Castelo, alguém ficou "retido" (chumbou)? É que pelo exemplo, todos os outros deveriam estar num quadro de honra (brrr, coisa do antigamente, esta).
Esta passagem administrativa, denota o facilitismo em que vivemos há já alguns anos. O ensino de hoje, está totalmente descredibilizado em Portugal. O tempo em que se estudava para se saber, para se formar um indivíduo melhor, acabou há muito. Por este exemplo se percebe o porquê de tantos e tantos dos nossos jovens não saberem falar a nosso língua, não conhecerem nada da nossa história e não saberem somar dois mais dois.
A hipocrisia deste governo, espelha-se neste exemplo, em todas as Novas Oportunidades, no doutoramento para todos, na posição dos pais que querem os seus meninos diplomados o quanto antes. Hoje a escola parece funcionar apenas para certificar analfabetos, para formar medíocres, para criar (depois das gerações rascas, xis, etc.), a geração Sócrates, que terá, desde que bem integrados nas juventudes partidárias, muitos dos mandantes do amanhã.
Por este caminho, este aluno, ou outro do mesmo quilate, poderá vir a ser o futuro Primeiro Ministro de Portugal.
É este o futuro que queremos para nós e para os nosso filhos?

.
(In O Primeiro de Janeiro, 22-07-2009)

.
JM
.

terça-feira, 21 de julho de 2009

A CAMINHO DO AFUNDANÇO TOTAL

.
A SRA D ELISA, MANTÉM AS SUAS INTENÇÕES, QUE NÃO PASSAM PELO PORTO
.
.

A sra d Elisa, continua a dizer-nos que mantém um pé no Porto e outro em Bruxelas, e que se não ganhar (coitada da sra que ainda sonha com essa impossibilidade) não fica cá. Pudera, pois que o que a sra quer é ganhar um dinheirito bom, e ganhar protagonismo, como se compreenderia que aceitasse ficar como vereadora?
É uma tristeza continuar a verificar a razão que muitos têm, ao dizer que a d Elisa se está a borrifar para o Porto.
Enfim, nem vale a pena gastar mais tempo com esta senhora derrotada à partida por culpa própria.

.
JM
.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

NÃO ACREDITO

.
NÃO BAIXA IMPOSTOS!
.
Que se passará com o ainda nosso Primeiro, que a par de tantas medidas boas para o nosso povo, a par de tantas benesses e de tantos subsídios, não promete também a baixa dos impostos?
Diz o sr Pinto de Sousa, que nesta conjuntura económica a acção do estado se deve concentrar no investimento público (as tais grandes obras que no momento são faraónicas) e não na baixa dos impostos. Seria imprudente fazê-lo nesta altura. E digo eu que, para cumprir o que já prometeu, tem mas é de os aumentar, ou não há pilim que chegue para pagar tudo isto. E imprudente, digo ainda eu e mais muitos como eu, será voltar a dar o voto a este senhor, que desesperado dá hoje tudo a toda a gente, à caça de votos, e iria, se fosse de novo eleito, esquecer o que hoje promete, como já nos habituou a fazer.


.
JM
.

UMA GRIPE COMO OUTRAS

.
PANDEMIA / LUCRO
.
Vivemos uma altura das nossas vidas em que o lucro, os ganhos de dinheiro, os interesses económicos, e a publicitação do que interessa a alguns, nos comandam.
Por trás do medo induzido, por trás das doenças, movem-se interesses de tal modo grandes, que se torna difícil pensar que a vida que nos impõem possa ser diferente.
Desapareceram a crise económica mundial, a crise económica nacional (a crise de valores, da educação, do desemprego, da fome, etc.), a crise petrolífera e outras crises, quando apareceu a crise da Gripe dos porcos, que se convencionou chamar de A.
Esquecemo-nos dos milhares de pessoas, milhões até, que morrem diariamente, por esse mundo fora, vítimas de diarreia, malária, sarampo, pneumonia, fome e outras doenças. Para estas mortes desaparecerem em grande parte, bastaria que o mundo (OMS) se lembrasse de ministrar soro, ou/e vacinas baratas, e de alimentar minimamente esses desgraçados. Mas como vivem na sua maioria em África, e África não tem dinheiro para pagar, o melhor é nem nos lembrarmos disso.
Raramente se fala destes milhões de pessoas, que a solidariedade mundial poderia salvar com pequenos custos.
Mas fala-se, diariamente, em todos os noticiários das doenças da moda. Começaram, anos atrás, com a gripes das aves. Os jornais e televisões mundiais inundaram-nos de notícias, e de sinais de alarme. Era uma epidemia, a pior de todas! Movimentos mundiais, com custos elevadíssimos, trataram os doentes. Milhares de vacinas foram produzidas. Morreram 250 pessoas em todo o mundo no espaço de dez anos.
Agora diariamente fala-se da gripe dos porcos. Os produtores do Tamiflú, não têm mãos a medir para produzir o medicamento. Há milhares de infectados e meia dúzia de mortes. Os governos fazem encomendas de milhões de doses de uma nova vacina, a criar até ao fim deste ano, e a distribuir pela população. Agora já não temos uma epidemia, temos uma pandemia. Coisa horrorosa, e o pânico instala-se mundialmente, afectando toda a gente, com a economia a sofrer novo abalo. Só as farmacêuticas e os intermediários prosperam. Obtiveram e obtêm, com estas crises, as gripes das aves e a dos porcos, biliões de euros de lucros.
Enquanto o soro, as vacinas e a comida necessária para suster as mortes em África, provocadas pela a malária, a diarreia, o sarampo, a fome, etc., custariam uns milhões de euros e evitariam milhões e milhões de mortes, estes tratamentos e vacinas para estas novas gripes, custam milhares de biliões de euros, para tratar e evitar a morte a alguns milhares de pessoas.
E a gripe normal? A que nos afecta todos os anos, e que mata em todo o mundo meio milhão de pessoas por ano? Porque não tem o mesmo tratamento que estas duas, agora bem mediáticas? Será porque as farmacêuticas ganham pouco, ou mesmo muito pouco, com isso?
E o mediatismo das coisas está a ser aproveitado por toda a gente, governos inclusivé (e se calhar até, principalmente), para mostrar ao povo o quanto se importam e incomodam com as suas populações. E gastam o dinheiro dos contribuintes para que todos os vejam, assim, incomodados.
Em Portugal não é diferente. Diariamente a Ministra vem mostrar-se e dizer-nos o quanto de bem estão a fazer pela população, e dar-nos conta dos infectados com a gripe A. Não se fala de mais nada, nada mais existe no nosso país, digno de ser falado e mostrado. A histeria está instalada. Já se fala em encerrar escolas, creches e empresas, faltando falar na proíbição de comícios e encontros esclarecedores nas próximas campanhas eleitorais. As eleições estão próximas, o partido do governo está na mó de baixo e é preciso adormecer o povo. Esta doença é uma benesse para o nosso Primeiro, sendo mais uma ajuda para fazer esquecer os outros males.
As prevenções que se estão a tomar para o tratamento e prevenção da gripe A são mais que necessárias. Mas se esta gripe é assim tão terrível, como se anuncia por esse todo, porque é que a OMS não a declara um problema de saúde pública mundial e não se autoriza a fabricação de medicamentos genéricos para que seja combatida a mais baixo preço, e possam ser distribuídos pelas populações mais pobres, gratuitamente?
Quem ganha com isto tudo? Quem ganha com o pânico mundial, a não ser as farmacêuticas que detêm as patentes do Tamiflú, e os intermediários que o comercializam?
Vistas bem as coisas, a gripe A, é uma gripe como qualquer outra, aproveitada para gerar lucros cujos valores são obscenos.

.
(In O Primeiro de Janeiro, 20-07-2009)

.
JM
.

VERDADE?

.
OU OUTRO EMBUSTE?
.
.
Mais uma notícia boa, perto das eleições. Este ano está cheio destas notícias, assim, boas.
Mais duzentos postos de trabalho vão ser criados em Portugal. Menos duzentos desempregados. Mais famílias a viver menos mal. Que maravilha, que bom, que sonho!
Duzentos e cinquenta milhões de euros a investir em Portugal.
Uma fábrica de baterias de iões de lítio da Nissan , vem para Portugal. Tudo por causa dos carros eléctricos que também aí vêm, com incentivos em larga escala.
Hoje, o ainda nosso Primeiro e o vice-presidente da Nissan para a Europa, vão encontrar-se e se calhar, vão falar sobre isto. Se não calhar, paciência, ficará para uma próxima vez. Mas calhando, talvez que o ainda nosso Primeiro, venha a saber que eventualmente, a Nissan, talvez, quem sabe, venha a investir aquele valor, se possível em Portugal. se não for possível, bem, paciência, ficará para uma próxima vez. De qualquer modo, existe um comunicado da fábrica Japonesa a dar conta destas intenções. Mas nunca se sabe, comunicados leva-os o vento, e já tem andado muita ventania por este mundo fora.
Estou assim céptico, e não deveria, eu sei, pois que é feio estar sempre a remar para trás, mas se calhar eu é que sou do contra. Mas acabo por pensar assim porque a vida está difícil, até para a Nissan, e isto, agora sem o sr Pinho das Gaffes, é ainda mais complicado.
Esperemos para ver se eu estou enganado e tudo isto acaba por ser mesmo verdade, ou não o estou, e tudo não passa de mais um embuste para nos fazerem acreditar em miragens e arrecadar mais uns votitos nas eleições que aí vêm.

.
JM
.

ATÉ ONDE IREMOS?

.
QUANDO IREMOS?
.
Ainda há quem se divirta a não acreditar na ida do Homem à Lua.
quarenta anos, estive especado frente ao televisor, a preto e branco, a ver, a imaginar, a sonhar.
Hoje, a minha capacidade de sonho, continua, felizmente intacta. Continuo a gostar dos livros de literatura fantástica, dos livros de ficção científica, dos filmes que ao longo dos anos se foram produzindo.
Até onde seremos capazes de ir? Até onde conseguiremos enviar homens, para descobrir o que suspeitamos existir?
Quando daremos nós, outros pequenos passos, pequenos para o Homem, mas enormes para a Humanidade?

.
JM
.

INCAUTOS?

.
LADRÃO QUE ROUBA A ...
.
.
.
A mulher pedia dinheiro e prometia juros altos.
A mulher oferecia créditos a quem não os conseguia nos "bancos normais", a troco de juros elevados.
A mulher pedia dinheiro adiantado para elaborar os processos.
Tudo isto acontecia em Almada. Os "lesados", agora que a senhora desapareceu com todo o dinheiro, a que chamam incautos, não eram muito mais que pessoas que julgavam estar a contornar a lei e os processos de depósitos e empréstimos vigentes. Estavam à espera de juros muito altos nos seus depósitos e/ou baixos nos empréstimos que a banca não lhes fornecia. Não foram mais que "chico-espertos" que perderam no jogo em que entraram.
Com tanta informação, o aparecimento de mais uma "Dona Branca", só é possível pela ganância de uns, muitos, e o desespero de outros, poucos.
E, apesar de a mulher, que se dizia banqueira, e da empresa que a acobertava, deverem ser condenadas a penas pesadas pela prática deste crime, os chamados "incautos" não são dignos de pena, antes deveriam também ser julgados e condenados pelas suas acções.

.
JM
.

domingo, 19 de julho de 2009

FARSA MAL DISFARÇADA

.
UM A UM, VÃO APARECENDO NOMES
.
Estes, todos do PPD/PSD, os do caso BPN, dois arguidos, a caminho do terceiro.
Sete e a caminho do oitavo no caso Freeport.
Luta de partidos? A ver quem tem mais arguidos da sua cor, para depois lhos atirarem à cara? Para ver quem mais votos perde, beneficiando assim o outro?
De qualquer forma, vai tudo acabar mais na mesma, com culpa solteira ou inexistente, e com muita gente com os bolsos a abarrotar de patacas.

.
JM
.

A INTOLERÂNCIA DO HUMOR OU O HUMOR INTOLERADO

.
O PROFESSOR FOI DESPEDIDO
.
.
Não se sabe muito bem se por intolerância da Universidade do Minho, se por mediocridade do Professor dono e autor de um blogue humorístico, o certo é que o senhor, que queria até acabar o doutoramento, foi despedido, não vendo renovado o seu vínculo àquela Universidade.
As razões de uma e outra parte são opostas, e não será com facilidade que se vai determinar quem tem razão.
O mais fácil, e que toda a gente fará, é deitar as culpas todas para a Universidade, e todos ficamos bem e a dormir descansados.

.
JM
.

sábado, 18 de julho de 2009

ELEIÇÕES

.
O NOSSO PRIMEIRO NÃO PÁRA
. .
Viva a fartura de subsídios, de benesses, de apoios e mais do que seja.
Em boa verdade são todos iguais, os que se vão sujeitar aos votos. No último ano, nos últimos meses, queimam os últimos cartuchos, dando tudo a todos, à míngua de mais um voto aqui, um votito acolá.
Estamos em ano de eleições e o nosso Primeiro não pode deixar os seus créditos por mãos alheias.
Agora, as famílias com rendimentos abaixo do limiar da pobreza (são mais que muitas), são beneficiadas por este governo.
Esquecidas durante quatro anos e meio, espera o nosso Primeiro, arrecadar uns quantos votos destes pobres, que o serão de espírito também, se agradecerem votando nele.
Na realidade, este nosso ainda Primeiro, a exemplo de praticamente a totalidade dos seus companheiros de profissão, não tem um pingo de vergonha, e julga-nos a todos mentecaptos.
Vai-lhe sair cara, essa suposição.

.
JM
.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

DISCRIMINAÇÃO COM EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS

.
HOMOSSEXUAIS MASCULINOS
.
.
O sr Presidente do IPS, alega evidências científicas para excluir os srs homossexuais masculinos do acto de serem dadores de sangue. Será com medo de contágio? O sr Presidente, para ter razão, tem de explicar tudo isto muito bem, como se fossemos todos umas criancinhas de três anos.
É difícil de entender esta posição, pois que a alegação de ser um potencial grupo de risco, tendo isso a ver com o seu comportamento, não colhe muito bem, uma vez que há por aí fora inúmeros indivíduos/as com visitas assíduas a prostitutas/os, outros/as com relações fora do casamento, e outros/as ainda, muitos, com comportamentos de risco ao não usarem protecção adequada nas suas relações sexuais, e não são tidos por essa razão, em conta.
Para além disso, não se entende como pode uma pessoa ser considerada de risco ao ser dador de sangue, uma vez que as análises a esse mesmo sangue/pessoa, têm de ser obrigatoriamente feitas.
Mas este comportamento dos responsáveis, acontece por esse mundo fora, não sendo só em Portugal, pelo que, talvez eles possam ter alguma razão, qualquer que ela seja, que não nos é explicada, não nos é dita, e que tornaria esta atitude politicamente correcta.
Assim, da maneira apresentada, não o é.

.
JM
.

UE SEM RUMO

.
PODEMOS VIR A REVOLTAR-NOS
.
O dr Mário Soares, que já foi um grande nome da política Nacional, até Presidente da República ele foi, para além, claro, de Primeiro Ministro, obreiro da descolonização exemplar que tivemos, e outras coisas, continua a pensar que o ouvem e o lêem. Embora na maior parte das vezes esteja enganado, desta vez, tem razão. A União Europeia estará sem rumo, mas por causa das políticas ditas de esquerda, que foram chumbadas nas últimas eleições. E se chegar a altura de nos revoltar-nos, será contra essas políticas que não encontram caminhos para a saída da crise em que estamos mergulhados.

.
JM
.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

ALBERTO JOÃO NO SEU MELHOR

.
O INCONTORNÁVEL JARDIM
.
É impossível não falar de Alberto João Jardim.
Em ano de revisão Constitucional, quer, revendo-a, acrescentar às proibições existentes agora, fascismo e (noutro contexto) monarquia, a proibição do comunismo.
As razões, "a democracia não deve tolerar comportamentos e ideologias autoritárias e totalitárias, nem de direita, nem de esquerda", terá alguma razão de ser, uma vez que a constituição proíbe actualmente o fascismo e a monarquia.
Tudo quanto é ser de esquerda, de pseudo outra coisa qualquer ou "democrata", vai estar contra esta ideia, e vai, lançar cobras e lagartos contra o senhor. e ele, como de costume, vai rir e, ou fingir que não ouve, ou responder à letra.
Interessante será ver e ouvir, a reacção de Manuela Fereira Leite, dentro de dias, no Chão da Lagoa.

.
JM
.

ASSALTANTE, LADRÃO, ANTIFASCISTA, REVOLUCIONÁRIO

.
MORREU PALMA INÁCIO
.
.
Morreu aos 87 anos, depois de ver branqueada a sua actuação em Portugal.
Sob a capa de antifascista e revolucionário, desviou um avião, roubou trinta mil contos de um só banco tendo assaltado muitos outros e planeou tomar a Covilhã.
No 25 de Abril de 1974, estava preso em Caxias, disse-se depois por razões meramente políticas.
Recebeu a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, pelos serviços prestados à Nação, atribuída por Jorge Sampaio e imposta por Manuel Alegre.
Paz à sua alma.

.
(In JN, Blogues, 16-07-2009)

.
JM
.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

COSTA PARA LISBOA COM O OLHO NO RATO

.
AFLIÇÃO SOCIALISTA
.
.
Com um piscar de olhos à esquerda, Sócrates esteve presente na apresentação da candidatura de Costa ao Município de Lisboa. Várias figuras socialistas, de topo, marcaram também presença.
O medo que o ainda nosso Primeiro tem de Costa, é real. Costa, número dois do partido, já critica as políticas do governo, com dureza, tendo começado logo na noite das eleições europeias, perfilando-se assim à sucessão, na eventualidade muito provável de uma derrota clamorosa de Pinto de Sousa nas legislativas.
O medo que o ainda Presidente da Câmara de Lisboa tem de Santana, é real. Santana, prepara-se para ganhar facilmente a Câmara a Costa, com este a dar parte de fraqueza política ao tentar fazer coligações nesta altura (palavras de Santana Lopes).
Costa, sem emprego a poucos dias de distância, ambiciona o lugar de Pinto de Sousa.
Pinto de Sousa, tem de mover céus e terra, para não deixar que qualquer das duas coisas aconteça.
-Nunca houve vitórias de esquerda com enfraquecimento do PS, disse Sócrates.
-O PS está mais que enfraquecido, digo eu e mais muitos como eu.
-Logo, não haverá, nos tempos mais próximos, vitórias de esquerda.
Costa, Roseta, Fernandes e Sócrates, todos aflitinhos com a vida, que teima em andar-lhes para trás.
Não há esquerda que lhes valha.


.
(In JN, Blogues, 15-07-2009)

.
JM
.

CAEM COMO TORDOS

.
MAIS UM
.
O transporte mais seguro do mundo está a mudar. Os aviões caem como tordos. Desta vez não foi um Boeing nem um Airbus. Foi um Tupolev. Mas o efeito é o mesmo, caiu e morreram 169 pessoas.
Das causas, nada se sabe, como nada se soube nos últimos acidentes mais graves.
Do que se sabe, é da cada vez maior utilização dos aparelhos, com tempos de espera entre voos cada vez mais reduzidos. Do que se sabe é da crise económica mundial que implica um maior custo dos combustíveis, e uma necessidade de redução de custos das companhias aéreas. Do que se sabe é que nas reduções de custos, estão incluídos os despedimentos de pessoal e possivelmente a menor manutenção dos aparelhos.
Isto sabe-se, para além de muitas coisas mais, mas ninguém nos diz a razão de continuarem a subir o número dos desastres com aviões. Mas lá no fundo, mesmo lá no fundo, a gente adivinha.
A desgraça abateu-se mais uma vez sobre as pessoas.

.
JM
.