quinta-feira, 16 de julho de 2009

ALBERTO JOÃO NO SEU MELHOR

.
O INCONTORNÁVEL JARDIM
.
É impossível não falar de Alberto João Jardim.
Em ano de revisão Constitucional, quer, revendo-a, acrescentar às proibições existentes agora, fascismo e (noutro contexto) monarquia, a proibição do comunismo.
As razões, "a democracia não deve tolerar comportamentos e ideologias autoritárias e totalitárias, nem de direita, nem de esquerda", terá alguma razão de ser, uma vez que a constituição proíbe actualmente o fascismo e a monarquia.
Tudo quanto é ser de esquerda, de pseudo outra coisa qualquer ou "democrata", vai estar contra esta ideia, e vai, lançar cobras e lagartos contra o senhor. e ele, como de costume, vai rir e, ou fingir que não ouve, ou responder à letra.
Interessante será ver e ouvir, a reacção de Manuela Fereira Leite, dentro de dias, no Chão da Lagoa.

.
JM
.

2 comentários:

eduardo disse...

A única solução para essa pessoa... era dar a independência à Madeira. Já estamos fartissimos do Dr. Alberto João Jardim.

Firefly disse...

Mmmmm, fale por si porque aparentemente os madeirenses não estão fartos dele.

Além disso, o homem tem razão. Ou se proíbem todas as ideologias de carácter totalitário (o que inclui o comunismo), ou não se proíbe nenhuma.