sexta-feira, 31 de julho de 2009

A SENHORA NÃO SE VENDE

.
OFERECERAM-LHE TUDO, E NADA!
.
A senhora não pensa do mesmo modo que eu, politicamente falando. A senhora foi posta fora do que eu considerava ser o partido dela em Fevereiro último. Na altura pareceu-me mal, mas nem me deu para comentar. Era mais um caso num partido pelo qual só nutro curiosidade, e nem sequer é muita.
Entretanto, para obter ganhos políticos, e porque o partido da senhora anda a subir nas sondagens e nas votações, o ainda nosso Primeiro, grande irmão e admirável líder, ofereceu-lhe tudo e de tudo para que ela integrasse as listas do partido dele. Um lugar num eventual (mesmo muito eventual e nada provável) futuro executivo, altos cargos na administração pública, lugar elegível nas listas (segundo ou terceiro em Coimbra), e por aí fora, num churrilho e crescendo da qualidade do que oferecia.
Em vão! A senhora, mostrou ao ainda nosso Primeiro, o que é a moral e a defesa das suas convicções. A senhora mostrou-lhe que nem toda a gente se vende, que nem toda a gente tem um preço. A senhora mostrou-lhe que não alinha com os da laia dele.
A senhora mostrou-nos que ainda há gente séria naquela profissão. O ainda nosso Primeiro, como não poderia deixar de ser, nega ter convidado a senhora. Há agora acusações e contra acusações. Coisas da política!
Por outro lado, o piscar de olhos à esquerda, surtiu efeito com Inês de Medeiros e com Vale de Almeida (primeiro homossexual assumido com entrada na AR, e que não é um dissidente do BE, apesar de o querer fazer crer). Estes independentes de esquerda, aceitaram as ofertas do sr Pinto de Sousa e vão integrar as listas em lugares elegíveis. A cultura e a questão dos casamentos de homossexuais ficam assim defendidos. Pelo menos será esse o pensamento de António Vitorino, coordenador do programa.
Muito bem Joana Amaral Dias!

.
(In O Primeiro de Janeiro, 29-07-2009)

.
JM
.

1 comentário:

Francisco disse...

Muito bem!
è uma grande lição
mundoemguerra.blogspot.com