terça-feira, 8 de março de 2011

O DIA QUE NÃO DEVERIA CONTINUAR A EXISTIR



.
HOJE É O DIA MUNDIAL DA MULHER
.
É hoje o dia que, mundialmente, se consagrou ser o da Mulher, e já existe há cem anos.

Na realidade não deveria existir tal dia, uma vez que o facto de existir, por si só, coloca a mulher numa posição de inferioridade.
Existe o dia da árvore, o dia do doente disto e da doença daquilo, da protecção deste e daquele aspecto, e por aí fora num chorrilho de dias consagrado a este ou aquele. Existem esses dias dedicados, desde que se viu que seria preciso proteger alguma coisa.
A Mulher não deveria precisar de um dia destinado a lembrarmo-nos dela. Também não deveria haver um dia dedicado ao Homem (embora haja e quase ninguém saiba quando é). Não é preciso.
A Mulher deveria ter o mesmo salário para o mesmo tipo de emprego, os mesmos direitos e as mesmas regalias que o homem. Em tudo deveria ser tratada do mesmo modo que se trata o homem.
Há mulheres com direitos perfeitamente iguais aos dos homens, mas são em minoria. Também há homens mal tratados, mas também são em minoria. E estas minorias não deveriam existir.
Dizem que a mulher, é mais inteligente que o homem, mais perspicaz, mais metódica, implacável, rigorosa, ambiciosa e ágil. Para que precisa então de um dia dedicado? Só porque na maior parte do mundo, é tratada como escrava, como inferior e desvalorizada. Desde o afastamento de cargos de chefia até ao apedrejamento, de tudo se encontra por esse mundo fora. Infelizmente ainda são cidadãs de segunda em muito lado.
Nada disso deveria existir, de modo a que este dia também não tivesse razão de ser.
O Homem, sem a Mulher, valerá pouco, do mesmo modo que elas sem eles ficam incompletas. Mas para que isto possa ser sempre verdade, é necessário mudar mentalidades e formas de estar, e não me parece que seja esse o caminho que está a ser seguido pela nossa sociedade.
Por isso ainda é necessário hoje um Dia da Mulher, como o era há cem anos.
Até quando?

.

5 comentários:

HUMBERTO VICTOR MOURA disse...

Só em sociedades visivelmente atrasadas é que se verificam essas discriminações. A mulher de hoje nas sociedade modernas, não necessita, nem de quotas, nem de apoios especiais e sufocantes para se afirmar. Tem independencia e capacidades tanto ou mais quanto o homem.
Essa guerra de sexos não tem já cabimento, nem faz qualquer sentido, nem sequer enaltecer que um é melhor ou pior do que o outro como no texto em causa. São seres vivos merecendo todo o nosso carinho, reconhecimento e respeito...

Alex disse...

Acabei de ler este teu post agora: obrigada.
Obrigada não por eu ser mulher e me chatear essa coisa do dia das gajas.

Obrigada porque me sinto mais leve; afinal não sou só eu... há quem me chame "recalcada" por me insurgir.
Pois foi, insurgi-me ontem "bloguigamente" falando e, agora, gostei de ler.
Fixe.

ATRIBUTOS disse...

Pois, a mim chamaram-me lambe-botas....
Bj
Obgd

ATRIBUTOS disse...

e chamam-me assim e outras coisas piores, por ter escrito que a mulher é mais inteligente que o homem, mais perspicaz, mais metódica, implacável, rigorosa, ambiciosa e ágil.
Enfim!

Fmaria Mesquita disse...

Gostei de saber como pensa. Também acho completamente sem sentido o dia da mulher. Tudo o que precisa de evidência é porque é mais fraco. Aplaudamos no dia a dia o ser humano, independentemente do sexo e a sociedade se tornará melhor.
Felicidades José