terça-feira, 19 de julho de 2011

OS CAMARADAS DE ESQUERDA NÃO ARRANJAM UNS TROQUITOS NO FUNDO DOS BOLSOS?

.
ALEGRE TRISTE E FALIDO
.
E agora? que chatice! como vai ser a vida do poeta?
Será que os seus muitos amigos e correligionários não arranjam uns troquitos para o homem honrar as suas dívidas?
Eu sei, correu mal! 
Coitado....
Tão boa pessoa e agora acontece-lhe isto.
Deu um passo maior que a perna, curta, foi o que foi. Fizera como o outro e nada disso lhe acontecia. Foi tolo o homem, mas que se há-de fazer... iludiram-no foi o que foi. 
Agora é preciso fazer alguma coisa.
Não se arranjam por aí umas c'roas para o ajudar?
Aqueles senhores dos partidos que o queriam à nossa frente não têm por lá uma verbazita disponível?
Deixavam de comer umas bezinhas no Gambrinos e se calhar já daba.
Estou com pena do Homem. A sério que estou. Até se me está a dar uma bolta cá dentro, carago. A sério, juro!
E se juntassemos tampas de garrafas (aqui chamamos-lhes Sameiras) e as mandassemos pra casa dele pra trocar por euros?
Bou pró feice propor isso e mais coisas que me lembre. Façam o mesmo....


.

Sem comentários: