segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Cavaco Silva promulga e...

.
... E se calhar não deveria ter promulgado. A desculpa de ter jurado cumprir a constituição, não é suficiente para este desfecho.
No braço de ferro com o governo da república e com o governo regional dos Açores, o Presidente perdeu.
Nunca deveria ter aceitado que a sua autoridade fosse posta em causa.
O que lhe aconteceria se não tivesse promulgado o diploma? Despediam-no?
Face ao tom do discurso que proferiu, explicando as suas razões, não deveria ter restado mais nada ao Presidente, que não fosse a dissolução da Assembleia da República, muito embora isso pudesse ser do agrado de Sócrates.
Está criado um grave conflito institucional, e nunca mais serão as mesmas as relações entre a Presidência da República e o governo.

Daqui a menos de dois dias, teremos a tradicional mensagem de Ano Novo do Presidente.
Será que Sócrates vai começar já a arrepender-se de ter cantado vitória, e de ter enredado Cavaco Silva nestes jogos de poder? Foi a vitória de Sócrates uma vitória Pírrica? Vai o Presidente emendar a mão e mostrar a coragem que lhe faltou hoje? E o maior partido da oposição, quando começará a pagar pelo facto de ter votado a favor antes e de se ter abstido na última votação, e ainda de ter autorizado o voto favorável dos dois deputados açorianos e permitir assim os dois terços necessários à confirmação, embora e apesar das imensas críticas?
Logo veremos no que isto vai dar, mas o Presidente errou pela falta de coragem para o confronto total.



.
JM
.

2 comentários:

Delirante disse...

Olá, quando leio você convenço, que os acontecimentos daqui devem ser pelo fato de termos sido colônia de Portugal. Nossa Constituição há muito já foi rasgada e, se vires em meu blog (01/10), dediquei um espaço ao Art. 5º de nossa Carta ; pois, considero o texto mais completo no que refere-se à Direitos e Garantias Individuais. Se um dia, souberes que candidatei-me a Deputada ou Senadora, podes ter certeza é para garanti-lo, caso seja convocada nova Constituinte no Brasil. Feliz 2009 e que Deus nos abençoe! P.S.: Desculpe-me, mas não posso deixar de comentar, tens lindos olhos e privilegiada mente!

DELIRANTE disse...

J.M
Não gostaria de que tomasses meu comentário como ofensivo a tua cidadania, pois sou descendente de Açorianos e, o que vou fazer. A colocação que a política, feita aí é igual a daqui e, portanto, tem um fundo de verdade o que coloquei: vêm das origens!
E, não te ofendas com o elogio, eu sempre digo e faço o que penso.
Bjs,
Koka