quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

SER ORIGINAL



.

EU GOSTAVA DE SER ORIGINAL, MAS…

.

… Infelizmente não posso dizer mais ou melhor que o que toda a população de Portugal diz, e um meu grande amigo se não cansa de repetir, por esses cantos e esquinas:

- Desta vez é que vai ser, depois das eleições deste ano, três, tudo vai melhorar, o ensino, a educação, a saúde, a economia, e mais…;

é só esperar para ver!

Agora que estamos oficialmente em recessão, poderemos descansar. Já não há a necessidade de inventar desculpas para a nossa desgraça, nem culpas alheias para justificar o evidente. Já somos (na parte das desgraças), iguaizinhos aos outros, como se adivinhava, e eles sempre estiveram muito melhores que nós, mais evoluídos e mais à frente em todos os domínios, pelo que agora é que estamos realmente no pelotão pricipal.

O nosso Primeiro já tem vindo a recuar nas suas afirmações, de que estávamos todos bem e que a recessão ia passar-nos ao lado e que o orçamento para o ano de 2009 era o melhor do mundo, e percebeu que mais valia deixar de bater no ceguinho e andar a enganar, desta forma, a gente (mistificando, modificando a verdade ou dizendo meias verdades e negando evidências), como se fossemos uns mentecaptos, e passou a tentar enganar-nos de outra, vestindo a capa de bom governante, que é como quem diz, mostrando a sua faceta de não arrogância, de muita compreensão, de assunção dos reais problemas do país, de necessidade de rever o orçamento, etc., etc., etc., sendo que, uma ou outra postura consoante as necessidades do momento, a sua maneira de estar na vida pública, sendo a sua bitola os seus interesses pessoais, que nesta altura se medem pelo número votos a receber este ano. Encetou já uma fuga para a frente, ao pedir, com muitos meses de adiantamento, uma maioria absoluta. Claro que ainda se não sabe quando essas eleições irão ser, que isto das datas ainda vai dar muito que falar e escrever, e as surpresas anunciadas, como espertezas saloias de antecipação de uma das eleições ou outras, podem ainda acontecer.

Eu gostaria de ser original, mas está já tudo escrito, em muitos casos bem, e não há nada a inventar, por muito que o nosso Primeiro tente.


.

JM

.


2 comentários:

DELIRANTE disse...

Caro J.M,
Parece que estás falando de nosso Presidente e, já estou a me repetir, pois aqui a crise seria apenas "marolinha". Mas, imediatamente ele providenciou um Instituto de pesquisas para comprovar que se Governo tem 70% de aprovação; o que uma pesquisa paralela divulga exatamente o contrário. Abraços, Koka.

ATRIBUTOS disse...

Olá KOKA,

Aí na tua terra também deve ser de um gozo tremendo ver como os políticos são. Vistos de baixo uns corruptos, de cima uns corruptos, de lado também, mas olhados ao espelho, o melhor que o país tem. E quando saem do poleiro e vão para a oposição, vêm todos os que estão no lugar que era o deles, como eles eram vistos quando lá estavam.

Abraços

José Magalhães