segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

O MEU PAÍS NÃO ME MERECE - NÃO TENHO CULPA DE TER NASCIDO AQUI





.
SOU VISTO, LOGO EXISTO
.
Mas este Estado, que levou o meu País ao estado em que ele está, só me vê se eu me esquecer de pagar os Impostos que me são impostos.
De outra forma não sou mais que transparente.
.
.
.
.
Mais ou menos como tudo o que nos acontece no dia-a-dia das nossas vidas. 
Muitas vezes (infelizmente quase sempre), só nos vêm quando precisam de nós e, por um acaso, não estamos ali, à mão de semear.
Afinal já devíamos estar habituados!

.

Sem comentários: