quarta-feira, 10 de setembro de 2008

SKYLANDER... ÉVORA - LORENA

.


INVESTIMENTO SOCIALISTA NA INDUSTRIA
.
'Skylander' arranca em Setembro (2005) e já há planos para mais aviões Tudo somado, serão criados em Évora cerca de 1450 novos postos de trabalho
O projecto 'Skylander' leva mais sete empresas para a região, que irão fornecer 70% do aparelho
A fábrica de aviões Skylander, projectada para o aeródromo de Évora, vai iniciar a actividade em Setembro, com a chegada dos primeiros engenheiros..O projecto Skylander, da Sky Aircraft Industries, envolve um investimento de 375 milhões de euros em dez anos
A Sky Aircraft Industries, que vai fazer a sua base no Alentejo, resulta de uma joint-venture entre a Geci, sediada em Paris, um consórcio francês de engenharia aeronáutica e um grupo de investidores portugueses, que conta com o apoio do Governo.
.
Era assim, noticiado com pompa e circunstância ,em meados de 2005, esta (mais uma) maravilha do investimento, da Industria Portuguesa e do governo socialista.
.
09 Setembro 2008 - 00h30

Investimento - projecto não tinha subsídios a fundo perdido

Skylander fugiu por burocracia
A GECI Internacional deslocalizou o projecto da fábrica de aviões Skylander de Évora para a Lorena, em França, por motivos relacionados com "a burocracia", disse fonte próxima do grupo francês.
Portugal perdeu, a oportunidade de poder exportar 72 aeronaves por ano no valor de 300 milhões de euros.
Ao fim de quase cinco anos (?) de espera pela aprovação do projecto em Portugal, a GECI Internacional assinou em apenas três semanas, em Agosto, um contrato com o governo de Nicolas Sarkozy para a instalação da fábrica na Lorena, França.
Neste momento já existirão encomendas para 600 Skylander.
.
Foi assim noticiado nos jornais às primeiras horas do dia 9 de setembro de 2008
.
Já lá vão dois dias, o de ontem e o de hoje, desde que o Correio da Manhã noticiou esta tristeza.
O projecto era mais que certo em Portugal e "jamais" (querem lá ver que há outro?) poderia deixar de o ser.
O senhor ministro Manuel Pinho, tanto como o senhor Primeiro Ministro, ainda não tiveram tempo para comentar esta situação (notícias más custam um bocadinho a dar e a explicar).
Quanto à oposição, o "silêncio é de ouro".
Não se arranja um "Nicolas" aqui para o rectângulo?
.
JM
.

Sem comentários: