quarta-feira, 5 de novembro de 2008

A DRª MANUELA

.
A LÍDER DO PSD VOLTOU A FALAR

No encerramento das Jornadas Parlamentares do PSD na cidade de Évora, a líder, no seu discurso, falou, e desta vez parece que bem.
Disse que o governo não é fiável, que o primeiro não é confiável, é incoerente, é autoritário e prepotente e quer uma sociedade amorfa obediente e calada - o que me parece ser o que a maioria dos governantes quer - utilizando a mentira e o ilusionismo para se promover e ao seu governo, considerando mesmo que este Orçamento para 2009 é um exercício de grande ilusionismo, à medida e estilo do Sr. Sócrates, e exigiu desculpas ao governo por causa das dívidas do Estado às empresas.
Tudo muito bem, tudo muito bonito no seu ataque directo ao Primeiro Ministro, um pouco diferente do que nos tem habituado, fazendo lembrar uma oposição mais acertada, embora não me pareça tão eficaz quanto isso. Talvez já venha tarde.
Mas, a Srª Drª D. Manuela, esqueceu-se de falar do tema do momento, e que domina a política nacional nestes dias, o que me parece mais uma falha a juntar a tantas outras. A líder do PSD não falou da nacionalização do BPN, vá-se lá saber porquê. E deveria ter falado, a não ser que se falasse, fosse para dizer coisas da mesma qualidade das que disse sobre o casamento dos homossexuais ou sobre os imigrantes, e aí sim, mais valeria estar calada.


.
JM
.

Sem comentários: