sábado, 18 de abril de 2009

CAVACO RALHOU

.
VEIO TARDE A INDIGNAÇÃO
.
Ao fim deste tempo todo, quatro anos e meio de governação do sr Pinto de Sousa, e depois de toda a oposição ter dito dia após dia que assim não podia ser, o nosso Presidente, que nos tinha habituado a uma postura comprometida, distante, lenta, conciliadora, e outras de igual modo moles, veio mostrar-se zangado com a governação e com quem gravita em torno dela, e deu um ralhete e quase que deu tau-tau no nosso Primeiro. Chamou os bois pelos nomes e colocou a culpa do estado a que chegamos em quem a tem.
Vem esta posição tarde de mais, já a deveria ter tido quando a crise se mostrou irreversível.
Tem razão o Presidente no que diz, já todos o sabemos, já todos o andámos a dizer há anos, mas para que serve esta indignação?
A meu ver, também não adianta nada esta tomada de posição do Presidente, porque o sr Sócrates é irritantemente desobediente, e estupidamente arrogante, e nada sabe fazer que não seja com propaganda enganosa e delirante, e porque o sr Cavaco não manda realmente nada, sendo quase uma figura decorativa pelo menos no que concerne à governação, como muitos antes também o foram.
A nós só nos resta não votar no sr Primeiro, e assim acabar com esta fantochada.
Mas ainda vamos ter de penar mais seis meses.

.
(Também no Clube dos Pensadores, onde pode ler comentários)

.
JM
.

Sem comentários: