sábado, 11 de abril de 2009

ONDE ESTÁ A NOTÍCIA?

.
ASAE, ESSA ETERNA MÁ DA FITA
.
Há alguns anos, o comércio tradicional conseguiu uma vitória sobre as grandes superfícies. Estas, abriam com horário alargado, incluindo ao Domingo e feriados todo o dia, o que não era permitido ao comércio tradicional, prejudicando as vendas deste, e assim, o legislador legislou no sentido de as grandes superfícies não abrirem aos domingos e feriados após as 13h excepto na altura do Natal. Ficou muito aquém do que se pretendia, mas foi um grande avanço na protecção aos pequenos.
Há, assim, uma lei que impede essa abertura durante grande parte do ano.
A ASAE, que entre outras coisas, tem que verificar a observância dessa lei, puniu doze dessas grandes superfícies porque estavam abertas após o horário que lhes foi imposto.
Que tem isso de anormal? Onde está a notícia? Quando a ASAE ou outra qualquer entidade que regule qualquer coisa, seja lá o que for, fiscaliza e pune um infractor, isso é notícia? Ou a falta de notícias provoca que este caso o seja? Ou ainda é preciso distrair o povo com notícias que o não são, para esconder as graves dificuldades por que passamos e que os nossos governantes não parecem ser capazes de resolver?
Vendo as reacções de muitas das pessoas que resolveram opinar sobre este assunto, parece-me que na sua maioria se estarão a esquecer do que em primeira mão, levou a que fosse proibído abrir ao domingo e feriados de tarde. Lá voltamos nós, os que porventura estiverem contra esta acção da ASAE e que não parecem saber do que estão a falar, a querer proteger os "grandes" em desfavor dos "pequenos".
Fez a ASAE muito bem, é o seu papel entre outros, em multar essas dozes grandes superfícies que não respeitaram a lei vigente.
O comércio tradicional precisa do apoio de todos nós, e não é com a abertura dos grandes centros, de novo, aos domingos e feriados de tarde, que isso se vai verificar. Também é verdade que só por si, esta proibição não resolve os problemas dos pequenos comerciantes, mas pelo menos não os agrava.
Deixemo-nos de falsos moralismos e permitamos que as leis se cumpram e se façam cumprir.

.
(Também no blogue AVENTAR.)

.
JM
.

Sem comentários: