quarta-feira, 8 de abril de 2009

PENSAMENTOS REACCIONÁRIOS VI

.

O DESGOSTO DE ALGUNS, A ALEGRIA DE MUITOS

..
ABSOLVIÇÃO
..

Era uma vez um envelope, uma ressabiada, muitos invejosos, um de muitos processos, um jogo de futebol, advogados, testemunhas, muitos jornais e televisões, um tribunal e uma juíza.

Era também uma vez, o desejo de acabar com a carreira e a credibilidade de um homem, outros dois apanhados no meio desse desejo, vinganças pessoais e clubísticas, a falta de credibilidade da principal testemunha, a voragem de quem se serviu dela, um livro mal escrito, um crime de corrupção activa desportiva e outro de corrupção passiva, declarações bombásticas, primeiras páginas de jornais, aberturas de noticiários televisivos, escutas telefónicas e muito empenho de gente escondida por trás da escritora.
A meritíssima juíza ouviu, pensou, estudou, não encontrou culpa delito ou crime e declarou a absolvição, de todas as acusações, dos acusados.

Tudo seria normal se o Ministério Público, que perdeu, não fosse obrigado a recorrer da sentença para não perder a face, e não tenhamos (em especial e principalmente os acusados e absolvidos) de ser sujeitos de novo ao recomeço disto tudo. E mais dinheiro deitado fora, e tempo perdido, para se apurar o que já está mais que apurado e esclarecido.

..

A LEVANTAR O DINHEIRO

..
BPN PREOCUPADO
..

A administração do BPN está preocupada. Pelos vistos, os clientes nada depositam e só levantam o dinheiro que ainda lá têm. Está tudo aflitinho da vida, os levantamentos já vão em centenas de milhares de euros. Falta pouco para que a liquidez do banco seja nula.
Só não entendo porque estão estes senhores admirados. Se o dinheiro fosse deles e se soubesse o que se sabe sobre o banco, será que eles continuariam a arriscar, e depositavam mais dinheiro lá? Ou, ao contrário, iam sorrateiramente levantando o que fossem podendo, enquanto podiam? É que as pessoas não são parvas e sabem que mais dia menos dia aquilo acaba, mesmo que supervisionado pela Caixa. Assim como assim, o melhor é tirá-lo de lá, e esperar para ver.

Eu não tenho, mas se tivesse já o tinha debaixo do colchão, à moda antiga. è mais seguro nos dias que correm.

.

NOVO MOLHE NA FOZ DO DOURO

.
O MOLHE NORTE DA FOZ DO RIO DOURO
.

Junto à praia das Pastoras, esteve uma escultura de José Rodrigues, evocativa de Ferreira de Castro. Durante as obras do molhe norte da foz do rio Douro, foi retirada do seu lugar. Ao que parece, esteve a ser restaurada e vai, dentro de algum tempo, espera-se que muito curto, ser reposta no local.

Vem isto a propósito da minha ida, ontem de manhã ao novo farol da barra do Douro.
Logo na entrada uma tristeza, um jardim bonito, inaugurado há poucos dias e já com plantas a morrer de sede, e algumas mesmo mortas. Não deveria ser assim.
Percorri-o (ao molhe) depois, de uma ponta a outra e gostei da obra e da vista da minha cidade, olhada lá da ponta. Lamentavelmente ainda não se pode percorrer o túnel até ao farol. O mar chão e a maré baixa, acompanhados pelo sol e temperatura muito agradável, ajudaram ao encanto. Muitas pessoas, como eu, passeavam, outras pescavam, outras, poucas, também como eu, fotografavam. Algumas crianças corriam e brincavam. Alguns, comiam e outros fumavam. O chão estava inundado de beatas e papeis, e toda a espécie de pequenos detritos. Nem um único local para os deitar, que impedisse aquele espectáculo. Os fumadores deitavam as periscas para o chão, o mesmo faziam os miúdos aos papéis que embalavam os gelados e a sandes. Os pescadores ainda eram os mais asseados, guardando as suas coisas em sacos plásticos.

Algum tempo depois, o mar foi subindo, as ondas começaram a galgar levemente o molhe, e foram lavando a porcaria lá deixada.

Se calhar é assim que deve ser, o mar tudo lavará e tudo levará consigo, mais cedo ou mais tarde. Porquê incomodarmo-nos com estes pormenores?, pensarão os responsáveis do IPTM ou os da APDL.

Mas para mim, não custava nada tratar das plantas, e colocar umas papeleiras próprias para o local, de onde a onde.

À atenção de quem de direito!

.

COELHONE, MAIS UMA CAMPANHA DE COR ESCURA?

.
COELHONE AO ATAQUE
.

Parece impossível, mas um dos aparentemente grandes defensores deste nosso Primeiro, veio a terreiro dizer que a Mota-Engil sofre pressões do governo e não só, para terminar as obras em curso, a tempo das eleições.

Parece vir aí mais uma campanha de cores pouco claras, contra o nosso Primeiro.
Será que o sr Jorge Coelho está na corrida para substituir o sr Pinto de Sousa, ou para apadrinhar alguém para o fazer?

Até que a ideia me soa engraçada, e gostaria muito de a ver posta em prática, sendo que para mim, o sr Coelho é um homem mais sério em termos políticos que o seu possível futuro opositor.

Esperemos as cenas dos próximos capítulos.

.

VITÓRIA SEM ENCANTO

.
POBRE SELECÇÃO
.

Como provavelmente não teremos hipótese de ir à África do Sul, a selecção deste país, veio até à Suíça para nos receber. Foi simpático da parte deles!
Como até parece que só conseguimos ganhar nos jogos a feijões, lá marcámos dois golos de modo a podermos vencer esta equipa, fraquinha, sendo que um dos golos, o segundo, foi uma oferta do seleccionado sul-africano, que na segunda parte, e ao verem que já nada conseguíamos fazer, e o sr Queiroz ainda continuaria a não poder cortar as barbas, que diga-se de passagem até nem lhe ficam mal, o ofertaram. A simpatia destes jogadores foi por demais evidente. Os homens africanos são uns tipos bestiais.
Agora vamos a trabalhar, para que daqui a três anos possamos ser apurados para alguma coisita, embora, como é óbvio, já nada parece que possamos fazer quanto a este apuramento.

.

INCONSCIENTEMENTE

.
ISALTINO I, O CONSCIENTEMENTE INCONSCIENTE
.

E assim, lá vamos tendo uns autarcas esquecidos, como o outro político que nem se lembra de sair de conselheiro, que guarda uns troquitos, de sobras de dinheiro que lhe deram para as campanhas políticas, numa pequena conta na Suíça. Coisa de somenos importância, de tal maneira que se esqueceu de a mencionar nas suas declarações.
Justifica o injustificável com justificações inconscientes que nos querem fazer passar por parvos. O problema é que somos realmente parvos, e na próxima oportunidade, lá votaremos em senhores deste quilate. Seja porque gostamos dele, seja porque nos oferece um qualquer electrodoméstico.

A não ser que eu esteja a ver mal o problema e na realidade assim é que está bem!
.
.

BRAWN GP QUASE SEM SURPRESA

.
BUTTON E BARRICHELLO, OS MELHORES NA AUSTRÁLIA
.

A antiga Honda veio para ganhar com os motores da Mercedes, depois de poder fazer aos motores o que a Maclaren, a Renault e a Williams podem. Há 55 anos que uma estreante não fazia uma dobradinha. Para quem não acreditava, cá estão os Brawn para dar cartas e relegar os outros para lugares secundários.

A Toyota, 3º e 5º lugares, também mostraram que se a deixarem como agora já deixam, é tão boa ou melhor que as outras.

O campeão ficou em 4º, a quase 3" de Button.

Aos poucos, pode ser que a crise, volte a fazer com que a F1 tenha piada e mereça ser vista. Só falta a transmissão voltar a ser em canal aberto.

.

PAÍS DE ILEGALIDADES

.
TANTA GENTE, TANTA!
.

A PSP, meteu-se à estrada e depois de identificar mais de 2000 pessoas, prendeu 350. Quase 20% das pessoas que foram mandadas parar, ou estavam com álcool a mais no sangue, ou transportavam droga, ou tinham armas proibidas, ou estavam em veículos roubados ou em transgressões várias que implicavam a prisão.

É gente a mais, percentualmente. É quase como dizer que pelo menos 2 milhões de Portugueses pertencem a este grupo. Em cada cinco pessoas, uma é provavelmente um meliante. Vou pela rua, ou nos transportes públicos e tenho de, constantemente olhar por cima do ombro e ter a mão tal qual Napoleão.

Que País este em que vivo e que muito amo! A que ponto o deixaram chegar.
Os crimes aumentam dia a dia, em especial os violentos. As instituições que durante sempre, nos habituamos a ver como fidedignas e garante da honestidade, são afinal um antro de ilegalidades e um covil de gatunos. Os governos que deveriam cuidar de nós e ter como principal objectivo o bem estar dos Portugueses, só nos desgovernam, e só olham para os seus interesses pessoais (dos ministros que os compõem). Vivemos num estado de não direito.

Saúda-se por isso a actuação da PSP. Lamenta-se que apesar de avisados, ainda haja 20% dos identificados que não tenham conseguido fugir. Quantos mais seriam?

.

QUEM SEMEIA VENTOS

.
COLHE TEMPESTADES
.

O sr Pinto de Sousa, foi à ópera ao CCB e chegou atrasado, por culpa do Primeiro de Cabo-Verde.
Mas não é por culpa do sr José Maria das Neves que o nosso Primeiro anda a ser perseguido por toda a gente. A campanha cinzenta ou até mesmo negra de que tem sido alvo, acrescida dos muitos tiros nos pés que os seus ministros lhe têm dado, e ainda, todas as coisas más que o governo tem feito em desfavor do povo Português, traduzem-se no final em muitas tristezas.

Ontem foi vaiado, ainda por cima acompanhado da namorada-consorte! Imagino o desespero e a cara envergonhada (ou talvez não que o homem tem atrevimento que chegue) com que olhava o seu homólogo Cabo-verdiano. Escondido no camarote VIP, e durante os largos momentos que durou a vaia, o nosso Primeiro recompôs a cara, e colou-lhe a habitual máscara de alheamento, arrogância, e gozo, com que habitualmente nos brinda, e mostrou-se sorridentemente amarelado ao povo que o vaiava.

Felizmente os assistentes estavam ali para ver e ouvir a ópera "Crioulo, uma ópera cabo-verdiana" e pouco depois ignoraram o sr Sócrates.

Esta vaia, demonstra bem o ditado "quem semeia ventos, colhe tempestades".


.

(In O Primeiro de Janeiro, 08-04-2009)

.

.

JM

.



Sem comentários: