domingo, 19 de abril de 2009

TABELA DE PREÇOS E MULTAS

.
MÃO NA MÃO, VINTE E CINCO TOSTÕES
MÃO NAQUILO, QUINZE ESCUDOS
.
A tabela de prendas máximas que os funcionários públicos podem receber sem pagar imposto, vai ser publicada em breve. Assim vão os trabalhadores da função pública ficar a saber se podem ou não receber, pelo favorzito prestado ao contribuinte, a garrafinha de vinho a martelo que ele lhe quiser ofertar. Segundo a tabela, provavelmente, o favorzito prestado, pode só valer uma qualquer prendita da loja dos trezentos ou dos chineses. Vamos assim ver, em breve, afixadas nas paredes das repatições, as ditas tabelas. Para favores maiores, as canetas, as garrafas de bom wiskky e os cristais Atlantis podem ser um exemplo, mas como na maior parte das situações é a notita que circula, os valores em dinheiro (valores máximos para não haver especulação) também estão consignados na tabela. Valores mais elevados que os da tabela, serão considerados corrupção e sijeitos a sanções elevadas. Qualquer garrafa de vinho corrente ou a martelo, será aceite facilmente, para uma reserva ou superior, tem de se ter cuidados redobrados. Deverão os trabalhadores que forem sujeitos a prendas, consultar a tabela sempre que as mesmas lhes sejam ofertadas, pois que se estiverem acima do tabelado, deverão ser recusadas e pedir para que sejam trocadas por umas de valor inferior. O Concelho da Prevenção da Corrupção, tem na realidade muito boas ideias. Pena que esta seja uma ideia copiada.
Faz lembrar a tabela de multas da PSP, do ano de 1953, na qual estavam descritas as multas a aplicar a quem fosse encontrado na via pública em determinadas circunstâncias.

Aqui está a dita tabela:



























.

.
JM
.

Sem comentários: