quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

NEGÓCIO ESCONDIDO COM CIMPOR DE FORA

.
CIMPOR DEVERIA TER SIDO ESCONDIDA DE OLHARES TERCEIROS
.
Segundo o director da CGD, o negócio com a CIMPOR deveria ter ficado no segredo do deuses, que é como quem diz, sem ser do domínio e conhecimento públicos.
A instituição, age sempre em defesa dos interesses do banco e do estado, disse.
Não se entende muito bem, como é que uma compra com um valor acima do mercado em sessenta e dois milhões de contos, e com a impossibilidade de fazer negócio com ela no prazo de dois anos, pode ser um bom negócio. Nem a história das perdas de noventa milhões de um ano e de sessenta no outro, serem razões para se fazer o negócio da china para o sr Fino.
E deve ser por essa razão que o publicozinho não deve nunca ter conhecimento destas coisas, porque as não entende.

.
JM
.

Sem comentários: