quarta-feira, 29 de outubro de 2008

FALÊNCIAS

.
Falências aumentaram 47% até Setembro

O número de processos de falência em Portugal registou uma subida de 47% entre Janeiro e Setembro face a igual período no ano passado, revela esta terça-feira o Diário Económico.

Citando dados da Coface, nos primeiros nove meses do ano, os processos de insolvência pedidos pelas próprias empresas ou pelos credores subiram 44%, abrangendo 2.118 das 437.105 empresas que constam da base de dados da Coface.

Em termos regionais, o Porto apresenta o cenário mais preocupante, liderando quer em termos de maior variação (28%) quer em termos de número de falências, com um total de 843 processos. Segue-se Lisboa, com um incremento de 17%, para 512 falências.

Braga é a região onde o número de falências tem maior peso relativo, representando 1,5% do total de empresas do distrito.


.

Mas não temos que sentir qualquer tipo de preocupação, empregos vão ser, durante a vigência deste governo quase 150 000, e só não atinge esse número por causa da crise internacional (a culpada final de tudo), segundo palavras do senhor ministro, pelo que, os desempregados destas empresas que agora faliram, só têm que esperar (sentados de preferência) pelos anunciados empregos do nosso estimado governo, que até devem estar a chegar, muito em breve, talvez de TGV para ser mais rápido.

Cada vez estamos mais acelerados, descendo desenfreadamente em direcção ao abismo.


.

JM

.

Sem comentários: