quinta-feira, 2 de outubro de 2008

VÃO GOZAR COM....

.
E SE OS SENHORES FOSSEM GOZAR COM O…**




1 – Sobre o “Metro para o Porto”
Mais uma do senhor ministro.
À socapa, com o aval dos seus correligionários, o senhor Lino, lá voltou a fazer das suas. Apresentou novo plano da extensão da linha, negando mais uma vez o que já estava combinado, e assim tudo volta à fase inicial, ou seja, a nada.
Os únicos satisfeitos, os autarcas Mário de Almeida e Renato Sampaio, ambos socialistas.
Será que o ministro faz alguma ideia do que é o Porto, a sua área metropolitana e os anseios das suas populações?
Será que o ministro é pessoa de bem, quando faz uma proposta destas, sem consultar a administração da “Metro para o Porto”, com a excepção do novo presidente Ricardo Fonseca, que muito me está a espantar, ou talvez não, negativamente?
Só se pode desconfiar de um governante, que já deu provas da sua qualidade e competência enquanto tal (vide casos do novo aeroporto de Lisboa, TGV, Metro, etc.), que cala os autarcas da sua cor, que por disciplina ou interesses eleitorais dizem amém, e prejudica os da cor contrária, e por consequência as populações.
Como portuense, sinto-me insultado e ofendido por este senhor. Mais uma vez, a única linha que poderia ser chamada com propriedade do “Metro do Porto”, já que se iniciaria e terminaria dentro dos limites da cidade, só lá para as calendas existirá, e as outras, são já para amanhã, quase no fim do primeiro quartel do século XXI. E tudo isto porque “não há dinheiro para tudo”, pois que o aeroporto, o tgv e a ponte Chelas-Barreiro, bem assim como a frente ribeirinha da capital, absorverão todo o dinheiro disponível durante muitos anos, e assim, nada se fará.
Nada disto é para cumprir, nada é para se fazer, tudo é propaganda, como bem se espera deste governo.
O homem até é esperto, se é inteligente ou não, não sei, mas que tem esperteza (saloia), lá isso tem. Faz estudos e mais estudos, compromissos que depois quebra, avanços e recuos, acordos e mais acordos, e assim se vai andando “com a cabeça entre as orelhas”, de molde a que nada se faça, a não ser o que realmente lhe interessa.
Este cronograma, que nos tentam vender, até parece ambicioso, mas… seria para ser feito aos bochechos e acabar em 2022 se nada derrapasse. E como se sabe, tudo derrapa, desde os preços aos tempos de execução. Seriam no mínimo, 14 anos de espera!
O povo que se lixe, isto é mesmo e só guerra política.
Mas, está tudo parvo, ou quê?


2 – Sobre a crise e as crises
A senhora Presidente do PSD, foi falar com o senhor Presidente da República. Nesta fase complicada da vida do nosso país, que atravessa uma crise económica, uma crise educacional, e uma crise… e mais outra e outra ainda, fez muito bem a senhora Drª D. Manuela em ir falar, e trocar impressões com o senhor Dr. Cavaco e Silva. Não se poderia esperar outra coisa de uma importante líder da oposição. É sensato para não dizer mais. A senhora falará pouco em público, mas muito em privado.
Mas, a Presidente do PSD, foi lá para falar do Kosovo!?!?!?!?

Eu até sei que sou um ignorante nestas coisas da política, mas… o que têm na cabeça as pessoas que supostamente nos lideram?

** - …S DA VOSSA LAIA
.
JM
.
(Publicado no jornal "O Primeiro de Janeiro", na página "Opinião" em 8 de Outubro de 2008)
.

Sem comentários: