terça-feira, 4 de agosto de 2009

AFINAL COMO É QUE É?

.
Ó D. MANUELA, NAS VÉSPERAS!?
.
.
Não se entende, tanta transparência para quê?.
Tudo ás claras, disse a senhora!
E vai daí, são logo dois de uma assentada que parece que vai impor nas listas pela capital. E é feito às claras, lá isso é, mas...
São arguidos em processos, e isto de os colocar nas listas, faz entrar em ruptura a distrital de Lisboa com a líder do partido.
O conselho de ontem, de Marques Mendes, tem toda a razão de ser, e por isso não se entende a posição da d. Manuela. É verdade que a senhora é adepta da verdade e da transparência, mas como bem disse ontem, não nesta altura, não em vésperas de eleições.
Assim, a líder e candidata a nosso Primeira, põe o partido doente, e coloca-se a jeito para que a oposição lhe zurza em cima. E aparentemente com razão!
Será isto uma renovação profunda?
Não havia necessidade! É uma pena!
Quantos votos esta decisão lhe irá custar?
.
JM
.

Sem comentários: