terça-feira, 13 de outubro de 2009

ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS

Quem ganha e quem perde nas principais Câmaras
.
.

Rui Rio ganha a Câmara do Porto com nova maioria absoluta (um grande resultado), o candidato do BE não consegue ser eleito e Elisa Ferreira vai embora. Guilherme Pinto ganha em Matosinhos, e Narciso é derrotado. Luís Filipe Menezes vence a Câmara de Vila Nova de Gaia, com uma das maiores percentagens Nacionais (um feito enorme) e António Costa vence em Lisboa, derrotando Santana Lopes (que não disse ainda se fica como vereador) com maioria absoluta onde Luís Fazenda não é eleito.

Macário Correia ganha em Faro por escassos sessenta e seis votos, e em Leiria, Isabel Damasceno perde, e a Câmara muda do PSD para o PS.

Em Gondomar, ganha Valentim Loureiro, e em Espinho, ganha o PSD (outro grande resultado). Em Braga, Mesquita Machado volta a vencer, e em Coimbra, Carlos Encarnação vence mais uma vez. Em Aveiro, ganha Élio Maia, e em Sintra Ana Gomes perde (tem mau perder, a senhora) para Fernando Seara. Moita Flores, esmaga em Santarém.

Novidade, novidade, é a derrota de Fátima Felgueiras, e o facto de Avelino Ferreira Torres não ter vencido no Marco de Canaveses.

De resto, tudo muda para muito igual…

A maioria das Câmaras continua a ser do PSD e a maioria dos votos do PS, e Passos Coelho prepara-se para repensar o partido. Por seu lado, ainda dentro do PSD, Luís Filipe Menezes, reclama sangue novo para a direcção do partido e entende que com o seu resultado, Porto e Vila Nova de Gaia, podem exigir de Lisboa uma repartição equitativa de verbas e oportunidades, e Miguel Relvas quer que a direcção do partido deixe de ser autista em relação aos resultados. A ver vamos o que vai acontecer no Conselho Nacional.

O PS ganha, o PSD ganha, o CDS ganha, a CDU também ganha, e o único que perde é o BE(com a derrota assumida no Porto e em Lisboa, e com uma baixa enorme na percentagem de votos a nível nacional).

Todos ganham! Parece esquisito, não parece? Mas é assim em Portugal.


.

(In O Primeiro de Janeiro, 12-10-2009)



.

JM

.

Sem comentários: