domingo, 8 de março de 2009

ACIMA DA LEI

.
ACIMA DA LEI DA PARIDADE
.
Elisa Ferreira, cabeça de lista pelo PS às Autárquicas na cidade do Porto, quer que metade dos membros da sua lista sejam mulheres.
Se não for um aproveitamento do dia da Mulher, e desde que a escolha recaia em candidatos e candidatas realmente competentes, acho muito bem. Será preciso, no entanto, que a candidata se lembre que a política só deve ser efectuada por pessoas que se baseiem em ideias, princípios e programas, e não consoante o género de cada um.
De qualquer modo, será que há mulheres suficientes na vida pública para preencher estas vagas?
A candidata a presidente da Câmara tem algumas ideias que parecem boas, mas será que serão para executar, ou vão ficar-se pela campanha eleitoral?

.
JM
.

2 comentários:

JOSÉ MODESTO disse...

Caro JM, mulher de poucas convicções, manter duas candidaturas na experança de ganhar uma!!! Democracia precisa-se.

35mm & DIGITAL disse...

Não tenho nada contra as mulheres, mas realmente, arranjar pessoas competentes em tanta quantidade...
Só vejo uma solução. Ter duas mulheres e dois homens em todo o elenco camarário! Quatro pessoas com qualidade é mais fácil e até é capaz de ser possível arranjar.