sexta-feira, 6 de março de 2009

ÀS ARRECUAS

.
TUDO A ANDAR PARA TRÁS
.
Quase nada há que não recue neste nosso País e também no mundo. As compras abrandam, as vendas também, o preço do petróleo recua, o Euro também, as exportações diminuem, as importações também, o dinheiro desaparece, alguns bancos também, a produção industrial reduz-se, e a esperança em dias melhores também.
Tudo reduz, abranda ou diminui.
Tudo não! Cuidado com o que se diz!
As falências aumentam, o desemprego aumenta, a fome aumenta e o desespero aumenta.
E também aumentam os lucros de algumas empresas como a EDP e a PT, também aumentam os vencimentos dos principais gestores das grandes empresas, também aumenta o conhecimento dos crimes de colarinho branco que como é hábito por cá não têm culpados nem castigados, e também aumentam os anúncios de boas perspectivas do governo em dias melhores, em que já ninguém acredita.
Tudo anda para trás, desde as sondagens à confiança.
Só não anda para trás a crise que nos atormenta.

.
JM
.

Sem comentários: