segunda-feira, 23 de março de 2009

E NINGUÉM CHAMA OS BOIS PELOS NOMES?

.
INCÊNDIOS EM FEVEREIRO E MARÇO
.
Incêndios numa época como nunca se viu. Fevereiro e Março não são meses de incêndios.
Não há calor suficiente. Não há seca suficiente. Há maldade que chega e sobra.
Se o calor fosse suficiente, se a seca fosse já uma razão, não o seriam só numa zona do País. E nunca vi um monte a começar a arder só porque lhe apetece. Que medo existe para chamar os bois pelos nomes? Como na maior parte das situações de incêndio em Portugal, a maior parte destes fogos que agora nos consomem são de origem criminosa. Alguns, poucos, por desleixo, por azar, ou por estupidez, mas, como aconteceu com alguns, às sete da manhã? Foi uma queimada que correu mal? Só isso? A maior parte delas no Gerês? Anda tudo desleixado ou com azar logo de manhãzinha? Ainda com a noite embrulhada no dia? Fogos a começarem entre as 7 e as 8 da manhã, ainda com o frio da noite e o orvalho e tudo? Dá para acreditar em semelhante? Não há quem actue em condições e ponha cobro a estes crimes?
Que fazem os responsáveis do governo que tutelam estas situações?
E ninguém reage? Tudo calado como se tudo se passasse naturalmente? É assim e pronto?
Caramba, nunca mais é Outubro para que se possa dar um chuto nestes gajos que nos (des)governam.

.
JM
.

Sem comentários: