segunda-feira, 7 de setembro de 2009

O REGRESSO DAS SONDAGENS

.
SERÃO, OS RESULTADOS, DA MESMA QUALIDADE DOS ANTERIORES?
.
.
Sondagem Correio da Manhã

PS 34,5%

PSD 28,9%

BE 10,4%

CDS 8,1%

PCP 7,8%

A verificarem-se estes resultados, nenhum partido terá maioria absoluta. Dois partidos juntos, que não PSD e PS, não farão maioria, dada a incompatibilidade do BE seja com quem for. Ou há bloco central ou o país pode ficar ingovernável.

Há ainda a hipótese de governo minoritário. Já o tivemos no passado. Cheio de cedências, de acordos parlamentares, de crises, de erros, mas também de muitos cuidados para não haver lugar a um fim prematuro do governo. Num governo assim, os mais pequenos, mesmo os pequeninos, passam a ter uma força enorme, muito superior à conseguida nas urnas.

Nesta sondagem, vê-se a subida do CDS para um lugar mais "normal", mas será que ela não enferma dos mesmos erros que as últimas que por cá tivemos e que se mostraram totalmente erradas?

Será que estas sondagens custam dinheiro? E quem as encomenda e paga? A quem servirão uns resultados destes, nos quais o povinho percebe, que ao que ouve nas ruas e nos cafés, e lê nos jornais e revistas, só podem estar errados?

Outras sondagens virão, talvez já a mostrarem a mossa que o assunto da TVI fez ao ainda partido do governo, e se quisermos, poderemos comparar com esta. Mas será que vai valer a pena? Serão credíveis?

.
JM
.

1 comentário:

Pedro Gama disse...

repare que essa sondagem foi feita apenas a 700 pessoas!

uma sondagem normal tem pelo menos 1500\2000 amostras